Mesas-Redondas Virtuais vieram pra ficar

mesas redondas

Associados aprovam Mesas-Redondas Virtuais lançadas pela ABF para aproximá-los mesmo à distância e promover a troca de ideias e informações em meio à pandemia do novo Coronavírus

Com o isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus, a aproximação virtual nunca foi tão importante e valorizada. Atenta aos impactos provocados pela Covid-19 na saúde das pessoas e dos negócios, a ABF lançou, já nesta primeira semana de isolamento social, as Mesas-Redondas Virtuais. O objetivo é manter virtualmente o que a entidade faz presencialmente nos diversos eventos que organiza: a análise do mercado, o debate e a troca de ideias entre os associados.

Os encontros exclusivos para os associados da entidade têm sido bastante procurados e bem avaliados. Nesta primeira semana (de 24 a 27/3), foram mais de 500 pessoas inscritas em cinco mesas: Negociação com Locadores e Fornecedores, Gerenciamento do Fluxo de Caixa, Negociação com Locadores e Fornecedores (extra), Gestão de Pessoas e Gestão de Teletrabalho.

Na avaliação de Alessandro Pereira, diretor de Marketing e Comunicação da ABF e presidente da rede Mania de Churrasco, a ação é bastante positiva. “Mesas como essas promovem a troca de ideias e das melhores práticas e, como o próprio nome diz, as mesas-redondas virtuais possibilitam que as pessoas se exponham, dêem sua opinião”, afirma.

Sidnei Amendoeira, diretor institucional da entidade e sócio do escritório Melchior, Micheletti e Amendoeira Advogados, moderou a mesa sobre as negociações com locadores e reafirmou a assertividade da iniciativa da ABF. “Foi uma experiência inovadora, gratificante, e que enriqueceu não só nós que participamos na qualidade de coordenador, mas todos os presentes. Um pôde contribuir com o outro. Isso foi fundamental porque num momento como esse nós precisamos acima de tudo nos ajudarmos, uns aos outros, e acho que a missão da ABF é essa”. Ainda segundo o advogado, da reunião virtual foram extraídas as melhores práticas para o setor.

“Um golaço da ABF. Num momento de total incerteza, a ABF está tomando um lugar de protagonismo nessa situação, como líder. A ABF reúne grandes marcas, mas a grande massa dos associados são franquias pequenas e esse momento de incerteza gera ansiedade e medo, e poder reunir as pessoas em torno de um tema para debater é muito importante”, afirma Jae Ho Lee, diretor internacional da entidade e CEO do Grupo Ornatus (Morana, Baloné Fashion Bijoux e Little Tokyo).

As mesas-redondas virtuais vieram para ficar. Lee observou que haverá segundas rodadas de algumas mesas virtuais, tamanho o sucesso da iniciativa. Para o diretor, “é um modelo para se colocar na agenda pós-crise, porque tem uma penetração tremenda. Dentro das diretrizes da ABF, de inclusão e de ser uma entidade mais democrática, a iniciativa é excelente”.

Os encontros virtuais ampliam a participação de associados da entidade espalhados por todo o Brasil e intensificam a troca de experiências entre todos. Segundo o diretor internacional da ABF, trazer para a discussão experiências de associados mais maduros e dos mais novos é excelente, promove uma intensa troca. Por ser uma primeira versão, “está dez”, ressaltou.

A agenda da próxima semana das Mesas-Redondas Virtuais ABF já está no ar. Associado, confira e inscreva-se. As vagas são limitadas.