Sorridents chega a seis unidades na cidade de Osasco

A cidade de Osasco, na região metropolitana de São Paulo, chega a seis unidades da Sorridents, maior rede de franquias de clínicas odontológicas da América Latina. A franquia é gerida pelos sócios Fernando Guandalini, Artur Mundim e Artur M. Filho que chegam a região com a missão de prestar um atendimento moderno e de qualidade aos clientes.  
 
Segundo Artur Mundim a ideia de abrir uma franquia surgiu pela credibilidade que a marca detém hoje. “A estrutura organizada da empresa e o projeto profissional foram os maiores atrativos para os novos franqueados”, diz Artur. Para o sócio Fernando Guandalini a expectativa é bastante positiva. “Pretendemos atender 1000 pacientes nos três primeiros meses e pela região conter o público perfil da Sorridents nossa expectativa é a melhor de todas”, explica Fernando.
 
Com a abertura da clínica de Osasco, a rede chega a ao total de 155 clínicas em funcionamento. Com o ideal de se tornar referência nacional em Odontologia, a Sorridents aposta em franqueados que estejam dispostos a compartilhar esta ideia. “Nascemos como uma clínica para Classe C, que oferece qualidade odontológica em regiões onde o acesso é menor. Assim com a ascensão econômica destas 40 milhões de pessoas, acreditamos que a Sorridents se consolida como a clínica da família”, ressalta Cleber Soares, vice-presidente da rede.
 
Para alcançar o objetivo de expansão de 20% ao ano e atingir o número de 350 clínicas no país até 2018, a Sorridents investe em um modelo de crescimento sustentável, escolhendo franqueados com a mesma filosofia para sustentar uma expansão em espiral, onde a primeira unidade serve de referência para que outros empreendedores possam conhecer o trabalho da empresa.
 
“Traçamos em 2010 uma meta de crescimento em espiral, que visa abrir clínicas em regiões onde já somos conhecidos, buscando reforçar a credibilidade que alçamos nestes 18 anos de atuação no mercado. Isso significa que sempre que alguém pensar em uma clínica da família, irá lembrar da Sorridents”, conclui Soares.