Plenária final presta homenagens e aponta caminhos futuros da ABF

Na plenária final, o presidente da ABF, Altino Cristofoletti Junior, fez uma homenagem à equipe da entidade, convidando membros da diretoria estatutária e executiva, conselhos fiscal e de associados, Comitê de Ética, Comissões Temáticas, Seccional ABF Rio, staff de forma geral e fornecedores a subirem no palco. Foram muitos depoimentos de gratidão e aprendizado no trabalho realizado junto a ABF. Foi anunciado e entregue ao público o Relatório de Gestão 2017/2018, que neste ano saiu de forma encartada na Revista Franquia & Negócios. A publicação faz um resumo das atividades desta gestão em seis pilares: Governança Corporativa, Advocacy, Educação e Capacitação, Empreendedorismo e Inovação, Estrutura e Serviços e Comunicação. O presidente da ABF leu então a “Carta de Comandatuba 2018”, na qual a entidade e o setor resumem suas principais reinvindicações aos entes públicos no sentido de desenvolver o empreendedorismo, simplificar o sistema tributário, reduzir a burocracia e criar um ambiente de negócios mais estável.

De forma simbólica, o atual presidente “passou a batuta” (símbolo de regência, condução e excelência) para o líder da única chapa candidata para a próximo gestão da entidade, o atual vice-presidente, André Friedheim. “A nossa ABF é, sem dúvida, um dos maiores exemplos de uma associação brasileira que prosperou porque trabalha incansavelmente em nome dos seus associados, defendendo o setor e, principalmente, os interesses de cada uma das empresas de vocês. A ABF congrega os expoentes do franchising brasileiro, sejam franqueadores, franqueados e fornecedores do setor. Somos a 2ª maior associação de franchising do mundo, temos presença relevante no World Franchise Council e na Federação Ibero Americana de Franchising”, disse.

Friedheim ressaltou ainda que “sou absolutamente consciente do momento pelo qual nosso país atravessa. Os desafios são e serão enormes. As empresas tradicionais estão todos os dias sendo desafiadas por novos entrantes, bem como por consumidores cada vez mais exigentes. As franqueadoras estão passando por processos de consolidação em busca de maior competitividade. Novos modelos de franquias surgem todos os dias. As relações entre franqueadores e franqueados tornam-se cada vez mais complexas e exigem maior atenção. Temos que nos reinventar enquanto empresas. Temos que nos reinventar enquanto segmento de negócios. A ABF irá exercer o seu papel todos os dias, incansavelmente, para dar ao seu associado o retorno que ele espera. Para tanto, seremos cada vez mais inclusivos, cada vez mais dinâmicos e cada vez mais modernos, adotando novas tecnologias”.