Franchising lança olhar à ética, política e inovação nos negócios

O terceiro dia da 17ª Convenção ABF do Franchising fez uma análise abrangente da ética, do cenário socioeconômico e da inovação nos negócios.

Nilton Bonder: "A ética é o fundamento com o qual construímos tudo o que temos”

O terceiro dia da 17ª Convenção ABF do Franchising fez uma análise abrangente da ética, do cenário socioeconômico e da inovação nos negócios. A discussão foi aberta pelo Rabino Nilton Bonder que fez uma reflexão profunda sobre a transformação ética que estamos vivendo no Brasil, tanto do ponto de vista social como das empresas. “A ética não é um apêndice. Ela está no centro de nossas ações (…). A ética é o fundamento com o qual construímos tudo o que temos”, disse Bonder.

Para ele, a ética está muito ligada à efetividade das coisas, ou seja, sua real implementação. Conseguimos tal efetividade (e resultados) conciliando as demandas particulares, coletivas (ou transpessoais: “o eu no outro e o outro em mim”) e a ação. Para ilustrar esta visão, Bonder mostrou um cubo mágico:

Ética

“Empreender é justamente alinhar minhas metas, o contexto e minhas ações”, disse Bonder. O palestrante fez também uma interessante analogia entre os 10 mandamentos e o que eles significam em termos éticos no mundo empresarial.

Ética
Os 10 mandamentos e seu significado ético no mundo empresarial

Já a palestra de Marcus André de Melo, PhD em Ciências Políticas, abordou as tendências macroeconômicas e políticas para 2018 e seus impactos nos negócios. “A conjunção entre os escândalos de corrupção e o colapso econômico nos trouxeram até esse ponto”, ressaltou Melo. O estudioso destacou alguns pontos que contribuíram para os últimos acontecimentos econômicos: o boom das commodities e a expansão acelerada do BNDES.

Ética
Marcus André Melo: “A conjunção entre os escândalos de corrupção e o colapso econômico nos trouxeram até esse ponto”

Melo também abordou o complexo sistema partidário brasileiro: “A patologia não está no número de partidos, mas na falta de representação deles no Congresso. Partidos que existem apenas para captar recursos públicos”. Esse intrincado sistema resultou em coalizões não identificáveis no campo ideológico, grandes blocos de governança.

Para o futuro, o especialista diz que a alta rejeição atual dos brasileiros pelos políticos será refletida em uma grande renovação, principalmente no Congresso. E que a e dissociação entre economia e política favorece os negócios: “grandes crises não ocorrerão no futuro próximo”.

Ética
(A partir da esq.) José Carlos Semenzato, Marcelo Dezem, Luiz Henrique Costa e Eduardo Gouveia

A partir dessas visões amplas, a ABF propôs uma discussão voltada ao mercado de franchising, cujo foco foi o olhar de grandes corporações sobre eficiência e inovação, que contou com a participação de profissionais renomados como Eduardo Gouveia (Cielo), Luiz Henrique Costa (Grupo GPA), Marcelo Dezem (Grupo Latam), com a moderação de José Carlos Semenzato (Grupo SMZTO).

Cada marca apresentou um pouco de suas soluções e inovações para o setor de franchising. Eduardo Gouveia, executivo da Cielo, foi categórico: “Qual o nosso objetivo? Gerar venda e lucro para as empresas e franquias”.  Marcelo Dezem abordou a fusão entre a TAM Viagens e a Lantours, ação que resultou na criação da LATAM Viagens: “Obtivemos muitas vantagens. Fundimos nossa carteira de clientes e expertises específicas”.

Ética
Os campeões olímpicos de vôlei Maurício e Fofão recebem de Altino Cristofoletti Jr. livro ABF 30 Anos

Paralelamente, os renomados e vitoriosos jogadores de vôlei Maurício e Fofão posaram para fotos com os congressistas na Expo Service, feira de fornecedores para o sistema de franchising. À tarde, haverá uma clínica de voleibol com os jogadores.

Completando a programação do dia, os congressistas se reuniram em 10 estações de trabalho para discutir temas como multicanalidade, shopping centers, boas práticas de governança, desenvolvimento de talentos, gestão sustentável, dentre outros.

Fotos: Keiny Andrade