Transformação digital é tema do Fórum da ABF Rio e Sebrae RJ

Digital

Com cerca de 180 participantes entre empreendedores do ramo de varejo, franquias, comércio e serviços, a Associação Brasileira de Franchising Seccional Rio de Janeiro – ABF Rio promoveu, nessa quarta-feira (06) o evento mensal Café com Franquia em parceria com o Sebrae RJ. O “Fórum Digital – Como a tecnologia está mudando a forma de fazer negócios” centralizou as análises e debates do evento realizado no salão nobre do edifício da Bolsa de Valores, no centro da cidade.

Na abertura do fórum, o gerente de Soluções e Inovações do Sebrae RJ Ricardo Wargas deu as boas-vindas ao público e apresentou os programas da entidade.

A seguir, a presidente da ABF Rio, Eliane Bernardino detalhou os números do franchising brasileiro, que no 1º trimestre registrou um crescimento nominal de 5,1% em relação ao mesmo período de 2017. Além disso, a executiva compartilhou alguns insights da missão Retail Labs ao Vale do Silício, promovida pela BTR-Varese e apoiada pela ABF, da qual participou representando a ABF Rio e a ABF. “Transformação digital vai muito além de a empresa ter um site com comércio eletrônico e uma página em redes sociais. O consumidor passa mais de oito horas por dia conectado e acessa o seu smartphone cerca de 150 vezes por dia. A influência do digital nas decisões de compra é significativa, e o consumidor não vê mais distinção entre os canais offline e o online; o que ele enxerga é a sua experiência com a marca”.

Digital

A executiva explicou que, para ter sucesso na agenda da transformação digital, é preciso entender que esse desafio não depende somente do acesso à tecnologia, mas também da conscientização da liderança e esforços concretos na mudança organizacional e cultural, e dar importância ao uso dos dados nas tomadas de decisão, e à relevância da rapidez na implementação das ações.

Segundo Eliane, novas tecnologias nas lojas físicas, tais como o pagamento móvel, o VR (realidade virtual) e AR (realidade aumentada), a internet das coisas (IoT), o reconhecimento facial e a inteligência artificial já estão em uso por varejistas; o barateamento de novas tecnologias, a venda de software como serviços e o uso da solução de nuvem (cloud) facilitam o acesso do empresário de diferentes portes e ramos de negócio à inovação e diferenciação, possibilitando também personalização da experiência de compra. “Muito mais do que buscar inovação e modernidade, o objetivo da transformação digital é aumentar a competitividade, aumentar vendas e lucros e fidelizar o consumidor, e por isso esse tema é da maior relevância para empresários de todos os segmentos”, destacou a presidente, que participou da missão internacional representando tanto a ABF Rio quanto a sede nacional da ABF. A missão Retail Labs levou os participantes a empresas como SAP, Cisco, Totvs, Plug & Play, Google, Facebook, Apple e o fullfilment center da Amazon, com a curadoria e orientação técnica dos especialistas Alberto Serrentino e Eduardo Terra.

O mentor e consultor de varejo digital Pedro Scripilitti apresentou dados do mercado de e-consumidores ativos no País, que em 2017 totalizavam 56 milhões, cujo mercado registrou um aumento de 15% no volume de entregas de produtos em relação ao ano de 2016. Os números de pedidos online impressionam: 111 milhões no ano passado, totalizando 47 bilhões de reais em faturamento. De acordo com o especialista, a perspectiva é que neste ano ocorra aumento de 12%, chegando ao número estimado de 120 milhões de pedidos e a 54 bilhões de reais de receita nesse mercado.

O CEO da Elo Group, Rafael Clemente, fechou a programação do dia com uma palestra sobre disrupção digital, que consiste no processo de otimização de funções por meio de tecnologias que as tornam acessíveis a um público maior, rompendo e superando os modelos tradicionais. Durante o painel, Clemente apresentou dados sobre o crescimento econômico baseado na disrupção digital, startups, economia compartilhada, entre outros.

Confira abaixo a galeria de fotos