CNA celebra 30 SEFs com visita técnica em sua sede

CNA visita
Decio Pecin, CEO do CNA (à frente, no meio) e representantes de marcas igualmente selistas na visita técnica à sede do CNA

Rede de escolas de idiomas ganhadora do Prêmio ABF Destaque Franchising de Franqueador do Ano em 2021, o CNA foi anfitrião de um grupo de representantes de marcas igualmente conquistadoras do Selo de Excelência em Franchising.

Para intensificar a troca de conhecimento e experiência entre as redes associadas, a ABF aproveita o dia da Cerimônia de Entrega do Selo de Excelência e do Prêmio ABF Destaque Franchising, e promove uma série de visitas técnicas das selistas a grandes redes igualmente chanceladas, sediadas na Grande São Paulo. O evento é também uma oportunidade para os representantes das marcas de fora conhecerem suas congêneres localmente.

Vencedor do Prêmio ABF Destaque Franchising de Franqueador do Ano em 2021, o CNA, que celebra nesta 31ª edição do SEF a incrível marca de 30 chancelas consecutivas, recebeu um desses grupos de franqueadores em sua sede na Av. Paulista na manhã da sexta-feira (29/4). Além da rede de escolas de idiomas, outras quatro marcas chanceladas com o SEF 2022 foram anfitriãs de visitas técnicas organizadas pela ABF: Chilli Beans, Espaçolaser, Mania de Churrasco e Sorridents.

Os visitantes puderam conhecer in loco detalhes da operação e constatar que o CNA é uma rede com propósito, missão, visão e valores muito sólidos, com pilares baseados no relacionamento e na confiança. “Franquia é relacionamento” e “o mais importante para mim é você conseguir manter a chama da confiança do franqueado no franqueador, e a via de mão dupla, do franqueador na sua rede”, afirmou o CEO Decio Pecin. Segundo o executivo, isso é estabelecido por meio da cultura organizacional. “Crie uma cultura organizacional na sua empresa de forma que você seja único, incomparável”, ressaltou.

A apresentação da rede de escolas de idiomas foi ministrada por José Carlos Souza, diretor de Operações. Para ele, “é uma responsabilidade muito grande de profissionalizar e sempre, quando possível, contribuir para o engrandecimento e a profissionalização do setor”. Ainda de acordo com o diretor, “é importante para todos nós que o setor seja respeitado, que as relações sejam claras, enfim, que o franchising seja cada vez mais profissional e vantajoso para os investidores, os empreendedores de uma forma geral”.

Luciana Fortura, diretora Comercial, de Marketing e Comunicação, falou a respeito de campanhas de sucesso, premiadas nacional e internacionalmente, que evidenciaram a força e a verdade transmitidas na marca CNA. “A gente vem num trabalho de mostrar não só a metodologia, as certificações, o resultado, e também o clima e como é gostoso estudar no CNA”, disse. Com 48 anos de história, atualmente o CNA conta com 659 escolas em operação e 8 mil colaboradores.

Ao longo de toda a apresentação os participantes puderam fazer perguntas. Para encerrar, todos fizeram um tour pela sede da franqueadora e alguns aproveitaram para conversar um pouco mais com os executivos do CNA.

O grupo de franqueadores participantes foi só elogios. Confira os depoimentos de alguns deles:

“Achei fantástica [a visita técnica] e é mérito da ABF. É uma prática muito salutar da ABF porque nós somos concorrentes, mas, acima de tudo, nós precisamos defender o nosso mercado, então, essa conexão nos ajuda muito a crescer. Eu aprendi muito hoje com todos os diretores da marca, da CNA, e eu tenho certeza de que, quando nós conseguimos trocar informações, eles também aprendem conosco. Nós temos necessidades muito parecidas”.

José Carlos Cotta, diretor de Estratégia da Academia Washington, sediada em Arapongas (PR).

 

“É sempre muito importante a gente aprender com quem já está há anos no mercado de franchising. É enriquecedora toda essa experiência, essa estrutura que eles passam pra gente, ainda mais para a nossa empresa, que é muito nova, nós só estamos há cinco anos no franchising, temos muito a aprender, então, ouvindo grandes nomes do franchising para a gente é sempre muito enriquecedor”.

Thomas Wolfram, sócio-diretor da rede Porto do Sabor, sediada no Rio de Janeiro (RJ).

 

“Achei incrível porque é muito bacana a gente conhecer o ‘por trás’ de uma marca tão consolidada. Entender quais são os valores, como é que os projetos andam, como as pessoas se comportam. Acho que tudo isso agrega muito para o negócio e para mim especialmente, como na área de marketing, é incrível como as campanhas do CNA são sensacionais, premiadas, e entender como funciona o DNA [da marca] é uma troca de experiência imperdível. Foi uma experiência enriquecedora não só com a equipe própria do CNA, mas também com os outros participantes”.

Ludmila Belo, coordenadora de Marketing das Drogarias Max, sediada no Rio de Janeiro (RJ).

 

“O CNA é um case de sucesso, de boas práticas, e isso ajuda muito para quem é franqueador a  entender oportunidades, um caminho, uma filosofia. Então, há uma prática, uma história, um conceito de negócio. Depois, a parte das perguntas que é sempre muito importante para aprofundar alguns elementos mais práticos. Ainda que no meu caso estou com o [segmento de] Turismo, apesar de ser uma área totalmente diferente, tem a ver com a área de serviços. É muito válido ter a oportunidade de termos esses intercâmbios, essas experiências porque ajuda-nos, por um lado, a entender as nossas dores e oportunidades e, por outro lado, há sempre um processo quase familiar de estarmos com colegas nossos, o que nos ajuda também a repensar algumas coisas. É muito, muito válido. Acho que a ABF deveria fazer isto com mais frequência”.   

Paulo Manuel, CEO da rede TZ Viagens, sediada em São Paulo (SP).

Foto: ABF/Divulgação