Assembleia Geral Extraordinária da ABF moderniza Estatuto

Mudanças atendem sugestões de associados, atualizam pontos do Estatuto Social e visam a preparar a entidade para o futuro.

Estatuto
Fernando Tardioli explica pontos modernizados do Estatuto, ao lado de Ricardo Bomeny, Marcelo Cherto e Altino Cristofoletti Jr.

A ABF realizou no dia 5 de outubro uma Assembleia Geral Extraordinária tendo como ordem do dia a aprovação de alterações, visando à modernização do Estatuto Social e a organização administrativa da entidade.

Altino Cristofoletti Junior, presidente, Ricardo Bomeny, representando o Conselho de Associados, Marcelo Cherto, como um dos fundadores, e Fernando Tardioli, diretor jurídico da ABF compuseram a mesa.

“As mudanças foram propostas a partir de sugestões vindas de outras demandas, principalmente no contexto de unificar as categorias do Selo de Excelência, de acordo com a denominação das categorias associativas. Estamos promovendo um grande debate sobre como a ABF pode estar preparada para os próximos dez, vinte anos. O foco principal das mudanças é mais de cunho organizacional para deixar a entidade de acordo com a realidade”, afirmou o presidente.

Pontos de alteração

O diretor jurídico da entidade leu ponto a ponto o que foi alterado no Estatuto, como no caso das categorias de franqueadores.

No sentido de abarcar os novos formatos de modelos de negócios e ampliar o escopo da atuação da diretoria, foi proposta a criação do cargo de Diretor de Relacionamento, Microfranquias e Novos Formatos. Além disso, cargos já existentes foram renomeados: Diretor de Marketing e Comunicação (antes apenas Marketing), Diretor de Capacitação (antes Treinamento, Cursos e Eventos). Foi, ainda, extinta a diretoria de Controladoria, cujas funções ficam a cargo do Diretor Administrativo-Financeiro.

Outra importante mudança foi a ampliação da Comissão de Ética. Pela proposta, o colegiado que antes tinha no máximo 10 membros, agora possui até 13 integrantes, e no mínimo 3 e não 2 advogados.

“O Estatuto é a Constituição da entidade”. “Propomos as mudanças pensando na governança e perenidade da entidade”, afirmou Tardioli. Ainda segundo o diretor jurídico, a estrutura organizacional da instituição busca fomentar o cumprimento dos objetivos da ABF, reportando-se regularmente ao Conselho Diretor.

Colocada em votação, a reforma do Estatuto foi aprovada integralmente e a participação dos associados nas assembleias, valorizada pela diretoria. “Continuem participando. A ABF só vai se manter forte com participação”, disse Cherto. “A assembleia me fez ler com profundidade o Estatuto e refletir a respeito dos desafios que vivemos”, declarou Bomeny.

Foto: ABF/Divulgação