ABF FW 22: especialistas debatem dados do setor de Food Service

Da esq. para a dir.: João Baptista Silva Junior, coordenador da Comissão de Food Service da ABF e Diretor de Franquias e Expansão do Rei do Mate; Simone Galante, fundadora e CEO da Galunion; Raquel Paternesi, diretora de marketing do Bob’s; e Ernesto Bitran, diretor de operações da Sushi Chic

Pesquisa Setorial de Food Service ABF/Galunion aponta lojas com menus reduzidos, em lugares não tradicionais e estabelecimentos autônomos como as principais estratégias de expansão.

20/06/2022

Nesta segunda-feira (20/6), acontece a 7ª edição ABF Franchising Week, semana que reúne o maior congresso de franquias da América Latina e a maior feira de franchising do mundo, a ABF Franchising Expo. O evento acontece no formato híbrido, com público presencial e assistindo online a transmissão online e ao vivo.

No início da manhã, João Baptista Junior, coordenador da Comissão de Food Service da ABF e diretor de Franquias e Expansão do Rei do Mate, deu início ao Seminário Setorial de Food Service. Os patrocinadores do simpósio são: 6place, Geofusion, Heineken, Linx, Sodexo e apoio da Pizza Creck.

Gente, Gestão e Operações, e Expansão
No bloco seguinte ao Performance do Franchising no Segmento de Alimentação e Pesquisa Setorial, Simone Galante, fundadora e CEO da Galunion Consultoria, convidou ao palco Elidio Biazini, fundador da Dídio Pizza, e Fernando Ribeiro, sócio-diretor do Grupo Sal e Brasa.

Em seguida, a executiva apresentou os resultados da Pesquisa Setorial de Food Service ABF 2021/22, realizada pela Galunion. Entre os dados, o estudo mostrou que 81% das redes pesquisadas investem na digitalização de seus processos e em estratégias, principalmente em encontros virtuais e na adoção de novas tecnologias (63%). Para o consumidor, há uma variedade maior de abordagens com destaque para Wifi Grátis, aplicativos e QR Codes.

O levantamento mostrou também que 82% das redes já integraram totalmente suas informações de venda das lojas com a franqueadora, um insumo fundamental para a gestão estratégica das operações. Embora cartões ainda predominem, a pesquisa identificou também uma variedade maior nas formas de pagamento.

Para os executivos, o desafio da mão de obra é constante, mas se ameniza diante da colaboração da tecnologia tanto na franqueadora quanto na ponta final com o franqueado e cliente. Ribeiro pontuou a importância da gestão estratégica na manutenção dos preços no menu e com os fornecedores, diante do momento de dificuldade financeira que afeta a maior parte da população brasileira.

“Estamos fazendo mais com menos gente. Aumenta-se o número de lojas e diminui-se o número de colaboradores, sempre se atentando às mudanças no comportamento do consumidor e em suas formas de pagamento”, ressaltou Baptista ao finalizar o painel.

Marketing, Oferta, Tendências e Sustentabilidade

No painel seguinte, Marketing, Oferta, Tendências e Sustentabilidade, João Baptista pediu para que Simone se mantivesse no palco e convidou Ernesto Bitran, diretor de Operações da Sushichic, e Raquel Paternesi, diretora de Marketing do Bob’s para debater o assunto.

A pesquisa de Food Service apontou que lojas de menu reduzido, em lugares não tradicionais (festivais, foodhalls, dentro de comércios ou espaços culturais cujo foco não é alimentação) e estabelecimentos autônomos são as principais estratégias de expansão. O estudo identificou, ainda, que mudanças nos pratos principais, como opções vegetarianas ou veganas, saudáveis e drinks sem álcool estão entre os principais lançamentos em 2021, junto à reorganização do menu para publicação online e combos para a família.

Pesquisa de Food Service da Galunion identifica mudanças nos pratos principais de redes de restaurantes
Pesquisa de Food Service ABF/Galunion identifica mudanças nos pratos principais de redes de restaurantes

Além disso, Simone reiterou a execução da estratégia de marketing digital entre as marcas pesquisadas. Cinquenta e sete por cento delas adotam a forma híbrida – parte centralizada na franqueadora e parte descentralizada, na mão do franqueado que tem uma constante relação com o cliente. Dentre as marcas pesquisadas, 94% concordaram que o programa de fidelidade é importante, com formas de pontuação no estabelecimento, delivery e cashback.

Sobre a fidelização, Ernesto reforçou a importância da presença do digital e de um estudo profundo para a marca estar onde o consumidor quer encontrá-la. “A Sushuchic mantém  promoções adicionadas a brindes em grandes eventos, como a Copa que está por vir”, disse.

Raquel compartilhou o aumento do foco no delivery e nas redes sociais do Bob’s com a pandemia da Covid-19, o que se tornou um ponto forte da marca. “Foi um ganho nas relações entre franqueador e franqueado, que criaram, juntos, conteúdos gerais para as redes sociais oficiais e locais, treinamento e monitoramento do ponto do franqueado – que está mais direto com o consumidor. Os dados sobre as operações, tempo, consumo dos produtos foram intensificados. Transformamos o marketing digital em um marketing multicanal”, ressaltou.

Seguindo a programação, para falar de delivery, os moderadores convidaram o vice-presidente da ABF e CEO do Grupo Trigo (Spoleto, China in Box, Koni Store, LeBonton e Gurumê), Antonio Moreira Leite, e Pierre Berenstein, CEO da Bloomin’ Brands, holding detentora das marcas Outback Steakhouse e Abbraccio no Brasil.

A pesquisa ABF/Galunion apontou que 94% das marcas participantes aderem ao delivery, sendo que 79% das vendas são realizadas na plataforma iFood. Além disso, 75% das marcas pretendem adotar e/ou manter atentamente o delivery como canal de venda em 2022.

Pesquisa de Food Service ABF/Galunion identifica percentual de vendas de delivery nas operações

Pierre explicou que o Grupo faz um estudo da jornada do cliente há quatro anos e que se intensificou na pandemia. “Deixamos de olhar o consumidor único para olhar o consumidor multicanal e suas diferentes ocasiões, como: almoço da semana, no final de semana, momentos diferenciados de celebrações no delivery e no estabelecimento, principalmente os parabéns, métrica ponto forte da marca”, disse.

(Da esq. à dir.): Pierre Berenstein, CEO da Bloomin’ Brands, e Antonio Moreira Leite, vice-presidente da ABF e CEO do Grupo Trigo, durante o painel Marketing, Oferta, Tendências e Sustentabilidade

Os canais digitais e suas inovações vieram para ficar, principalmente os aplicativos e o metaverso, mas, de acordo com o executivo, o Outback Steakhouse e o Abbraccio seguem priorizando a receita básica do “arroz com feijão”: atendimento ao cliente, hospitalidade, sorriso no rosto, experiência, sabor e temperatura, tanto no presencial quanto no produto enviado. “ É muito mais sobre processo humano e melhoria constante de atendimento ao cliente para sua fidelização”, ressaltou Pierre.

Tom salientou, ainda, que a humanização dos processos no setor de alimentação e, principalmente, nos estabelecimentos se faz cada vez mais necessário. “Eu sou um grande defensor do modelo de sociedade, seja dentro das empresas franqueadoras, ou nas franquias (restaurantes). Por mais que a tecnologia esteja conosco diariamente, a experiência ainda é um fatos importantíssimo e não podemos deixá-la de lado”.

Comportamento de consumo com benefício refeição

O último painel da manhã, Comportamento de consumo com benefício refeição, foi ministrado por Antonio Alberto Aguiar, membro do Comitê executivo da Sodexo e  responsável pela estratégia da Rede de Estabelecimentos da empresa no Brasil.

Segundo dados da marca, dos 41,3 milhões de trabalhadores formais do País, 6 milhões de consumidores utilizam seus cartões Sodexo em mais de 600 mil estabelecimentos. De acordo com o executivo, os gastos das pessoas que trabalham em casa aumentaram mais de 50% com a participação dos canais online, na comparação do período pré, durante e pós-pandemia do coronavírus. “Isso se dá pelo fato de que as pessoas passaram a comprar e dividir as refeições com outros integrantes na mesma casa”.

Dados da Sodexo apontam que o consumo das pessoas que trabalham em casa aumentou mais de 50% na comparação do período pré, durante e pós-pandemia do novo coronavírus

Além disso, o executivo reiterou que nos últimos dois anos o setor de franquias de alimentação enfrentou grandes desafios ao se adaptar aos novos hábitos diários do consumidor. “Houve uma migração das transações em locais mais residenciais e digitais do que que comerciais, bem como o comportamento vai variando conforme o valor do benefício”. Dados da Sodexo também apontam que o valor médio do benefício no Brasil é de R$ 524,00 com duração equivalente a 14 dias de utilização em um mês.

Em seguida, Marcelo Rodrigues, sócio-diretor da Francap e franqueado do Café do Ponto, fez um breve resumo sobre os conteúdos analisados e debatidos durante a primeira manhã da Franchising Week 2022. Para o executivo, a compreensão do comportamento do consumidor vai além do profissional e chega ao pessoal, já que cada um de nós é um em diferentes situações e estabelecimentos para consumo. “Somos um no Outback, somos outro no Abraccio e somos outro completamente diferente no Rei do Mate. O franchising é essa constante mudança”, observou.

Fotos: Keiny Andrade