ABF e BNDES firmam parceria para o Projeto Franquias

BNDES
(A partir da esq.) Yuri Mourão, Marcelo Cardoso, André Friedheim, Ricardo Rodrigues e Fabio Spina

Com o objetivo de promover novas oportunidades de crédito para os players do setor de franchising, a ABF e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentaram nessa terça-feira (12) o Projeto Franquias. A iniciativa tem por objetivo fomentar melhores negócios para o setor e também aproximar ainda mais os bancos parceiros e envolvidos com o sistema de franquias no País.

O projeto se baseia na utilização de soluções que visam a financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das micro e pequenas empresas (MPEs) por meio de um cartão de crédito.

O cartão BNDES já existe há 16 anos e começou em um projeto piloto com as marcas Bob’s e Pearson. Atualmente, as redes Casa do Construtor e China in Box já trabalham com o cartão de crédito do banco.

O diferencial para as franquias é a facilidade maior no acesso ao crédito.  As redes cadastradas poderão realizar transações, financiando seus empréstimos em até 48 meses, com uma taxa de juros de 1,39% ao mês, e cadastrar seus fornecedores homologados, agilizando a vida dos franqueados que poderão adquirir os produtos e financiar mais rapidamente seus negócios.

No evento realizado no auditório do BNDES, no Rio de Janeiro, estiveram presentes na mesa de abertura, o vice-presidente da ABF, André Friedheim, pelo BNDES, o superintendente da área de operações e canais digitais Marcelo Portero Cardoso, o chefe do departamento de operações de crédito, Ricardo Albano Dias Rodrigues, o administrador Yuri Mourão e o representante da rede Casa do Construtor, Fabio Spina.

Participaram também do evento representantes de diversas marcas, como BR Distribuidora, Arezzo, Habib’s, Megamatte, MMartan, Pearson, Dia%, GOU Franchising, Instituto Brasileiro de Línguas, entre outras.

Para André Friedheim, essa iniciativa será extremamente benéfica para as redes e vem somar com a perspectiva de crescimento do sistema. “Esse cartão é uma oportunidade no giro do dia a dia das redes. Se temos uma expectativa de crescer 8%, com a utilização de crédito podemos crescer muito mais e impactar mais municípios brasileiros, devido à força do BNDES em todo País”, afirmou.

O superintendente do banco destacou a importância do cartão ser utilizado pelas  marcas para financiar de forma mais ágil os investimentos, atendendo às necessidades das redes. “Nosso papel é facilitar o acesso das MPEs. Queremos oferecer produtos para nos aproximar das redes e atender as necessidades com utilidade”, disse Portero.

Mourão discorreu sobre os pontos do projeto e evidenciou os impactos de liberação de crédito para o sistema. “Todas as marcas possuem necessidades pontuais. Temos uma prateleira de soluções que atendem desde o dia a dia até o crédito para expansão das unidades. Queremos sentar com os interessados e promover ações específicas. Nossa meta é fazer mais e melhor. Cinquenta e sete por cento das operações são feitas por e-commerce, por que não via cartão BNDES? Nós já atendemos 60% das necessidades das franquias com o cartão e podemos chegar a 90%”, ressaltou.

Ratificando a opinião do administrador do BNDES, Albano Dias concluiu que o momento é propício para fomentar novas ações para o desenvolvimento da economia. “Temos um espaço muito grande para trabalhar. Todos os lados ganham nesse relacionamento. Essa fase de consolidação do sistema é extremamente propícia para fomentarmos o desenvolvimento”.

Finalizando o evento, o representante da rede Casa do Construtor Fabio Spina destacou a relevância do uso do cartão na rede e as perspectivas para o crescimento da marca no mercado.

Foto: Divulgação BNDES/André Telles