ABF assina convênio e promove mercado brasileiro na IFA 2017

Palestra de Marcelo Cherto destaca relevância do Brasil para investidores internacionais e convênio possibilita à ABF oferta de certificação da IFA para profissionais do franchising brasileiro.

Brasileiro
(A partir da esq.) John Reynold (IFA) e Altino Cristofoletti Jr (ABF) na assinatura do convênio na área de educação

No segundo dia da programação oficial da Convenção da International Franchising Association – IFA 2017, o Brasil marcou presença em duas oportunidades. Na primeira delas, o consultor e membro do Conselho de Associados da ABF, Marcelo Cherto, fez uma palestra sobre as peculiaridades, desafios e oportunidades do mercado brasileiro. A explanação fez parte de um painel voltado exclusivamente à internacionalização de franquias, que também abordou as mudanças no mercado britânico com a futura saída da Grã Bretanha da União Europeia e as oportunidades criadas com a abertura econômica de Cuba.

Brasileiro
Marcelo Cherto: “O mercado brasileiro apresenta grandes desafios, mas vale muito a pena”.

Um dos mais experientes profissionais do franchising brasileiro, Cherto apresentou de forma breve e direta um panorama da situação política brasileira, o potencial para investimento e algumas dicas sobre como se fazer negócios no Brasil. Embora o País passe por profunda instabilidade política e desaceleração econômica, o executivo mostrou otimismo ao afirmar que a economia brasileira se caracteriza pela alternância de ciclos de crescimento e queda e que nos aproximamos de um novo ciclo de expansão. E disse mais: “O brasileiro é um povo acostumado a crises. Eu mesmo já vivi várias. Tanto que, quando a ABF foi fundada, em 1987, atravessávamos outra grande crise. Todas foram superadas e vamos fazer o mesmo”. Os números do franchising nacional também sustentam essa afirmação. Mesmo neste período delicado, o mercado de franquias cresceu tanto em faturamento como em número de unidades.

Como dicas para franqueadores interessados em investir no Brasil, Cherto ressaltou a necessidade de considerar o País como um mercado com personalidade própria (bastante diferente de nossos vizinhos latino-americanos), a importância do contato pessoal nos negócios e a criatividade e flexibilidade do profissional brasileiro. “O mercado brasileiro apresenta grandes desafios, mas vale muito a pena. Nesse sentido, contar com o apoio de um parceiro local para ‘tropicalizar’ a oferta é fundamental para o entendimento das sutilezas do País e para o contato com as pessoas certas”, disse o conselheiro da ABF.

Convênio ABF-IFA na área de educação

Aproveitando a visita aos EUA, a ABF e a IFA assinaram um convênio de colaboração na área de educação. A partir de agora, a ABF está credenciada para certificar profissionais do franchising na metodologia da IFA no Brasil. A certificação, chamada Certified Franchise Executive, voltada a franqueadores e seus funcionários, passará a ser oferecida no Brasil a partir do segundo trimestre.

Na assinatura, John Reynold, presidente da Fundação Educacional da IFA, afirmou que “com esse convênio, passamos a ser uma família na área de educação”. Já o presidente da ABF, Altino Cristofoletti Junior, ressaltou que “a partir de agora, podemos levar mais este conteúdo de altíssima qualidade e com uma certificação que vale internacionalmente para o Brasil. Trata-se de um aprimoramento importante para a variada gama de cursos e treinamentos oferecidos pela ABF”.

Iniciado dia 29/1, o maior encontro mundial do franchising termina nesta quarta-feira (1º/2). Especialistas do setor apresentarão o que de mais importante aconteceu na Convenção internacional no Pós-IFA ABF. Gratuito para associados e com vagas limitadas, o evento será realizado no próximo dia 16 de fevereiro, no Auditório Santander, em São Paulo.

 

Fotos: ABF/Divulgação