19ª Convenção ABF: Singularity apresenta visão ousada sobre o futuro

Futuro
Nancy Giordano, da Singularity University: reflexão sobre o que o futuro precisa, espera de nós e se estamos em uma posição única para criar e contribuir com ele

Encerrando a parte de conteúdo da Convenção ABF 2019, o franchising brasileiro recebeu Nancy Giordano, palestrante da Singularity University especialista em futurologia e transformação digital. Eleita uma das mulheres mais influentes na lista do Futuro da Liderança pela Women Speakers Association, Nancy guiou projetos em empresas como The Coca Cola Company, Brinker International, Sprint, Nestlé, Energizer, Mercedes Benz, entre outras, ajudando-as na transição para a nova economia, criando soluções mais sustentáveis, inclusivas e dinâmicas para as demandas futuras.

Mais do que simplesmente discutir tendências, Nancy propôs uma reflexão sobre o que o futuro precisa, espera de nós e se estamos em uma posição única para criar e contribuir com ele. Isso tudo, em um ambiente de mercado que requer mais qualidade, inovação, transparência, personalização e velocidade, por menos custo, energia, complexidade, lealdade e atenção.

Futuro
Para Nancy Giordano, nesta quarta revolução industrial as mudanças já não são mais lineares e sim exponenciais

“Precisamos usar a tecnologia para entregar isto e muitas soluções já estão aí”, disse em referência a tecnologias como realidade aumentada e virtual, ioT, RPA, impressão 3D, dentre outras.

Nancy ressaltou também que nesta quarta revolução industrial as mudanças já não são mais lineares e sim exponenciais. Vide o caso do lançamento do iPhone em 2007, que abriu caminho para toda uma linha de negócios baseados em aplicativos móveis (Uber, Google Maps, Airbnb etc.).

Para acompanhar toda esta mudança, a palestrante da Singularity propõe quatro abordagens: Wonder (capacidade de se maravilhar com o novo em vez de resistir à mudança), Navigate (navegar as transformações em vez de replicar), Contribute (contribuir com o consumidor e suas necessidade em detrimento de uma mentalidade puramente extrativista) e Be Audacious (busca audaciosa pelo novo em vez de focar em benefícios incrementais). Nancy deu exemplos de projetos e negócios que já adotam esta abordagem, como é o caso de uma plantação urbana em Shangai, robôs avatares para viagens de turismo, AI aplicada a diagnósticos de saúde e uma seguradora virtual superágil.

“Algumas pessoas demonstram medo do futuro… Mas nosso futuro será ótimo (…). Há uma necessidade de recapacitar muitos profissionais, mas grandes empresas já começam a se movimentar neste sentido”, disse Nancy.

Fotos: Marcel Uyeta e Keiny Andrade