Pós-IFA ABF Rio destaca expansão, engajamento e relacionamento nas redes

Evento reuniu especialistas do franchising brasileiro e fluminense que apresentaram os principais assuntos debatidos e insights trazidos da 58ª Convenção da International Franchise Association, realizada nos Estados Unidos. Outros temas relevantes, como a confiança nas relações entre franqueador e franqueado e a contínua construção da marca também foram tratados

As principais tendências, cases e insights para o franchising foram apresentados na manhã dessa quarta-feira (14/03), no Pós-IFA 2018 da Associação Brasileira de Franchising Seccional Rio de Janeiro (ABF Rio). O evento reuniu cerca de 90 participantes no Hotel Windsor Florida, no Rio de Janeiro.

Os especialistas fizeram uma síntese das discussões mais importantes da Convenção da International Franchise Association (IFA, associação de franquias dos Estados Unidos), principal evento do franchising no cenário mundial. O Pós-IFA ABF Rio abordou o cenário do franchising norte-americano e os aprendizados com maior aplicabilidade e possível impacto no mercado brasileiro, além de fazer uma síntese das visitas técnicas às redes, realizadas pela delegação da ABF durante o evento que aconteceu na cidade de Phoenix, capital do estado do Arizona (EUA), entre os dias 11 e 14 de fevereiro deste ano.

A presidente da ABF Rio Eliane Bernardino fez a abertura e a contextualização do ciclo de palestras, que começou com o vice- presidente da associação, Luiz Felipe Costa.

Segundo o executivo, a palavra “confiança” esteve em grande parte dos debates da IFA este ano. Ele citou o escritor e palestrante americano Stephen Covey, autor do livro The speed of trust – A velocidade da confiança. Na IFA, Covey explicou de forma bem interessante e didática que a confiança é uma referência econômica para as empresas e não apenas uma virtude social.

“No franchising, fica mais clara a importância da confiança vir em primeiro lugar. O candidato à franquia só investe em uma marca se acredita e confia no modelo de negócio, no produto ou serviço, mas também e principalmente nos líderes que estão à frente da rede”, afirmou.

Durante a palestra, Luiz Felipe citou números do franchising americano com a concentração das redes e o crescimento do mercado nos últimos dez anos. O palestrante detalhou, ainda, a experiência do Grupo ABF nas visitas técnicas em redes americanas como à Cold Stone Creamery onde ficaram evidentes os cinco pontos estruturais da marca: forte cultura, equipe com “mão na massa”, foco em atendimento, grandes inaugurações, inovação no ponto de venda (PDV) e pessoas. Ele também citou os cases das marcas Chili’s Grill & Bar, The Joint Corp e Circle K.

A segunda palestra feita pelo consultor da Ponto de Referência, Paulo Mendonça, teve como destaque o engajamento, a valorização da cultura da empresa e a importância dos millennials (ou geração Y, os nascidos entre 1980 e 2000) nas operações. Ele evidenciou a valorização ao franqueado para o crescimento da rede, gerando um melhor relacionamento e comprometimento para o sucesso das operações.

“O Franqueado é o parceiro, os millennials podem ser e já são os próximos franqueados. O franqueador precisa enxergar o que é preciso fazer para ajudar esse parceiro a crescer. É preciso pensar na valorização da cultura da empresa, em formas de melhorar o engajamento e repensar o futuro para que as marcas consigam se manter por longos anos”, disse.

No último painel do evento, sobre as questões jurídicas da Convenção, o diretor jurídico da ABF Rio Gabriel Di Blasi, juntamente com a palestrante convidada, a advogada Melitha Novoa Prado, apresentaram os principais temas sendo discutidos na trilha jurídica da Convenção, dentre eles o risco do “joint employment”, as informações financeiras aos candidatos e a importância da prevenção e a mediação na resolução dos conflitos.

Ao final, houve um painel de debates, mediado por Margarete Prata, Diretora da ABF Rio.

Confira abaixo a galeria de fotos