Pesquisa ABF aponta as 20 cidades que mais cresceram no franchising em SP

Capital lidera em relação a redes, mas Jundiaí, São José dos Campos, Piracicaba, Indaiatuba e São Carlos encabeçam a lista das cidades com maior variação de crescimento em número de unidades.

Cidades
Interior do Estado mostra força em relação ao número de unidades de franquia

O mapa da presença das franquias no Estado de São Paulo foi divulgado pela ABF na 17ª Convenção ABF do Franchising. A lista das 20 cidades paulistas que tiveram maior variação de crescimento em número de redes e unidades, entre 2016 e o primeiro semestre deste ano, mostra dois movimentos: a interiorização do franchising no Estado e a significativa chegada de marcas na capital paulista e adjacências. O Estado registrou um faturamento de R$ 29,490 Bilhões no primeiro semestre deste ano, 11% a mais do que no mesmo período do ano passado, e um volume de unidades de 30 mil, 9% a mais frente a dezembro de 2016.

Quando se trata da variação do volume de marcas atuantes, a capital paulista está em primeiro lugar, com um crescimento de 25% no período avaliado, registrando 711 redes atuantes. Campinas aparece na segunda posição, tendo uma variação de 20% no mesmo período e 436 marcas. São José dos Campos figura em terceiro, com variação de 19%, registrando 292 redes. A quarta colocação é de Jundiaí, que alcançou uma variação de 17%, tendo 271 marcas. Em quinto lugar está São Bernardo do Campo, cuja variação foi de 16% e somou 280 redes de franquia. Já em relação à variação de número de unidades no período, o interior do Estado lidera.

“Os dados desse levantamento da ABF confirmam o crescente movimento de interiorização das franquias pelo Brasil e, especificamente, no Estado de São Paulo. Essa expansão das redes para fora dos grandes centros urbanos abre novas oportunidades de geração de emprego e renda nas cidades menores e leva marcas com seus produtos e serviços conhecidos para que a população local tenha acesso mais facilmente”, observa Altino Cristofoletti Junior, presidente da ABF.

A ABF atribui o movimento de mais redes atuando na capital do Estado a dois fatores: São Paulo é uma praça fundamental para o fortalecimento da marca e estabelecimento de conexões (com potenciais fornecedores, investidores, parceiros e candidatos a franqueados) e à redução dos custos, especialmente de aluguel. “Marcas de outros estados buscam reforçar sua expansão, após dois anos difíceis e, certamente, São Paulo é uma praça essencial neste processo. Inclusive na ABF Expo 2017, vimos novas marcas expondo pela primeira vez na feira, o que corrobora com esse movimento de expansão de redes e unidades de franquia”, explica Cristofoletti.

Entre os municípios com maior variação de crescimento em unidades de franquia entre 2016 e o 1º semestre deste ano, Jundiaí desponta no primeiro lugar da lista, registrando 15% de variação e 451 unidades de franquia em operação. São José dos Campos subiu uma posição quando comparado ao número de redes, e ficou em segundo lugar, com 13% de variação e 663 unidades. Na terceira colocação figura Piracicaba, que variou positivamente 12% no período analisado, com 341 franquias. Em quarto aparece Indaiatuba, com variação de 11% e 219 unidades operando, seguida de São Carlos, na quinta posição, cuja variação foi a mesma (11%), reunindo 220 franquias.

“O franchising tem uma característica expansionista inerente e o interior paulista é um terreno muito fértil. Isso porque sua economia é bastante diversificada e dinâmica. Além disso, os custos de operação, de forma geral, são mais baixos, com mão de obra qualificada e poder aquisitivo dos consumidores. O bom desempenho da agricultura e das exportações e a menor concorrência relativa aos grandes centros também são fatores que explicam o interesse das redes de franquia pelas cidades do Interior”, afirma Ricardo José Alves, diretor Regional Interior de São Paulo da ABF.

Veja o quadro das cidades com maior variação no número de redes de franquia no Estado de São Paulo entre 2016 e o 1º semestre de 2017:

RANKING 20 CIDADES SP – MARCAS

  CIDADES 2016 2017 1º Sem Variação
1 São Paulo 568 711 25%
2 Campinas 362 436 20%
3 São José dos Campos 245 292 19%
4 Jundiaí 231 271 17%
5 São Bernardo do Campo 241 280 16%
6 Piracicaba 194 223 15%
7 Barueri 218 248 14%
8 Indaiatuba 144 163 13%
9 São Caetano do Sul 162 183 13%
10 Santo André 257 290 13%
11 Guarulhos 219 247 13%
12 Bauru 183 205 12%
13 Santos 212 235 11%
14 Sorocaba 232 257 11%
15 Ribeirão Preto 279 309 11%
16 Mogi das Cruzes 153 168 10%
17 São José do Rio Preto 226 245 8%
18 Cotia 136 146 7%
19 São Carlos 143 153 7%
20 Osasco 181 193 7%

Fonte: Desempenho do Franchising 2017 – Associados e ex-associados

Confira a lista das 20 cidades do Estado que tiveram maior variação de crescimento em unidades de franquia:

RANKING 20 CIDADES SP – UNIDADES

  CIDADES 2016 2017 1º Sem Variação
1 Jundiaí 391 451 15%
2 São José dos Campos 588 663 13%
3 Piracicaba 305 341 12%
4 Indaiatuba 198 219 11%
5 São Carlos 199 220 11%
6 São Caetano do Sul 241 266 10%
7 Campinas 1301 1431 10%
8 Bauru 308 338 10%
9 São Bernardo do Campo 599 655 9%
10 São José do Rio Preto 492 537 9%
11 Barueri 400 435 9%
12 Sorocaba 490 532 9%
13 São Paulo 10259 11132 9%
14 Santo André 579 628 8%
15 Santos 437 472 8%
16 Ribeirão Preto 616 665 8%
17 Mogi das Cruzes 236 254 8%
18 Guarulhos 645 692 7%
19 Osasco 416 436 5%
20 Taubaté 216 224 4%

Fonte: Desempenho do Franchising 2017 – Associados e ex-associados

Se você está pensando em comprar uma franquia, confira artigos que o Portal do Franchising separou para te ajudar: