Estudo da ABF mostra presença e movimentos do franchising no estado de São Paulo

Franchising
  • Interiorização do franchising no Estado continua, tanto em relação às unidades quanto às redes
  • Em variação de operações, ranking é liderado por Presidente Prudente, seguida por São José do Rio Preto, Jundiaí, Piracicaba, Mogi das Cruzes, Taubaté, Santos e Indaiatuba
  • Em variação de marcas, Taubaté se destaca em relação à Capital, com maior índice, de 19%, e São José do Rio Preto vem em 2º lugar, com 16%

Pelo segundo ano consecutivo, a ABF – Associação Brasileira de Franchising realizou um estudo a respeito da presença e dos movimentos do franchising nas 20 maiores cidades do estado de São Paulo em número de marcas e unidades. O levantamento aponta que, na comparação entre os primeiros semestres de 2017 e 2018, a exemplo do que vem ocorrendo no País, o movimento de interiorização das franquias pelo Estado prossegue, tanto quanto à abertura de unidades como em relação à chegada das redes nos diversos municípios paulistas. De acordo dados da ABF, o setor faturou no Estado R$ 65,071 bilhões em 2017, um crescimento de 10,6% na comparação com o ano anterior, quando somou R$ 58,813 bilhões. Em termos de expansão de unidades de franquias, o crescimento foi de 6% e de marcas, 10% no mesmo período.

A cidade com maior crescimento em número de unidades de franquias foi Presidente Prudente, com variação de 13%, registrando 237 operações no período analisado. Localizado a 558 km da Capital, o município possui uma população estimada em mais de 227 mil habitantes (IBGE 2018). A renda per capita era superior a R$30 mil em 2015 e o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 0.806 (Censo 2010) é considerado alto. Em segundo lugar destacam-se São José do Rio Preto, com 602 unidades, e Jundiaí, com 507, ambas com 12% de crescimento. Piracicaba (377 unidades), Mogi das Cruzes (282) e Taubaté (249) ocupam a terceira posição, com variação de 11%. Ainda na casa de dois dígitos de crescimento, destacam-se em quarto lugar a litorânea Santos (518) e Indaiatuba (241), com 10%.

Quanto à evolução no número de marcas que operam nos municípios, a cidade de Taubaté lidera o ranking de maior variação. O município do Vale do Paraíba registrou 19% de crescimento nesse aspecto. Na comparação entre o primeiro semestre de 2017 e igual período deste ano, Taubaté teve um salto de 146 para 174 redes em franquias com presença local. A cidade ficou à frente de São José do Rio Preto, com 284 marcas (16% a mais) e de São Paulo, com 813 redes (14%). Tiveram também boa variação no período as cidades de São Caetano do Sul, que figura com 206 marcas (13% a mais), Campinas (488), Santo André (326), Guarulhos (277), Santos (264) e Mogi das Cruzes, com 188 redes, e todas tiveram 12% de variação.

Para Altino Cristofoletti Junior, presidente da ABF, “além da Capital, o interior paulista tem se mostrado um terreno muito fértil para o franchising brasileiro. Com uma economia diversificada, empreendedores locais e o desejo dos consumidores por produtos e serviços cada vez mais sofisticados, de fato, o interior paulista reúne as condições para o desenvolvimento tanto de redes franqueadoras, como de franqueados. É o franchising chegando ao consumidor perto de sua casa”, completa.

O estudo da ABF analisou também a distribuição dos 20 municípios com maior número de unidades e redes de franquias pelas mesorregiões do Estado, segundo a classificação do IBGE. Em unidades, a região metropolitana de São Paulo – que concentra 51% da população paulista – reúne 45% dessas cidades. A região de Campinas, a Macro Metropolitana Paulista (formada por Bragança Paulista, Piedade, Sorocaba, Jundiaí e adjacências), e o Vale do Paraíba detêm 10% dos municípios listados.

De acordo com Vanessa Bretas, gerente de inteligência de mercado da ABF, “o ranking da presença do franchising no estado de São Paulo é coerente com a população dessas mesorregiões e com o avanço do próprio setor em todo o Estado. Ele nos mostra que as marcas estão indo cada vez mais ao encontro dos consumidores, e com planejamento consolidam a presença das franquias de forma cada vez mais pulverizada”, observa.

Distribuição dos 20 municípios com maior número de unidades por mesorregião

Distribuição dos 20 municípios com maior número de marcas por mesorregião

Em números absolutos, a capital paulista lidera o ranking de municípios com maior volume de unidades e redes de franquia no Estado. Foram registradas 11.610 operações em São Paulo no primeiro semestre de 2018 (variação de 4% em relação ao mesmo período do ano passado) e 813 marcas atuantes. Porém, observa-se um menor índice na variação do número de unidades na Capital, indicando uma maior expansão das redes no Interior.

Confira o ranking completo dos maiores municípios em número de unidades e redes no estado de São Paulo:

RANKING 20 CIDADES ESTADO DE SÃO PAULO – UNIDADES
Posição  Cidade 1º sem 2017 1º sem 2018 Variação
1 Presidente Prudente 210 237 13%
2 São José do Rio Preto 537 602 12%
3 Jundiaí 451 507 12%
4 Piracicaba 341 377 11%
5 Mogi das Cruzes 254 282 11%
6 Taubaté 224 249 11%
7 Santos 472 518 10%
8 Indaiatuba 219 241 10%
9 São Bernardo do Campo 655 715 9%
10 Ribeirão Preto 665 715 8%
11 Barueri 435 470 8%
12 São Caetano do Sul 266 287 8%
13 Bauru 338 361 7%
14 Campinas 1431 1509 5%
15 Guarulhos 692 730 5%
16 Santo André 628 659 5%
17 Osasco 436 458 5%
18 São Paulo 11132 11610 4%
19 Sorocaba 532 555 4%
20 São José dos Campos 663 640 -3%

 

 

Confira outros materiais que o Portal do Franchising preparou para ajudar você a escolher a sua franquia: