Congresso de Expansão trata de seleção de franqueados e melhores práticas

Seleção
(Da esq. pra dir.) Marcio Ucha, Juliano Colares, Décio Pecin, Fabiana Estrela, Andrea Kohlrausch e Sandra Brandão durante o painel

“Seleção de franqueados e melhores práticas de implantação” também foi tema do Congresso de Expansão de Redes na ABF Franchising Week 2019 realizado nessa terça-feira (25/6). O painel foi coordenado por Fabiana Estrela, diretora de capacitação da ABF e sócia-diretora da Caverna do Dino.

Andréa Kohlraush, presidente da Calçados Bibi, destacou que a empresa inicia a seleção de franqueado com a aprovação cadastral e financeira do candidato, a seguir promove visitas a franqueados da rede e, por fim, realiza o Discovery Day Bibi, que possibilita uma imersão na franqueadora.

Juliano Colares, gerente de expansão da Arezzo & Co, falou sobre os processos pré-operacionais. Segundo ele, o processo de seleção se motiva na análise de um candidato que tenha ao menos três coisas: tempo, capacidade financeira e gostar do negócio. “Empreender não é fácil e no Brasil, mais difícil ainda”, observou.

A importância do relacionamento entre franqueador e franqueado foi observada por Décio Pecin, presidente da Comissão de Ética da ABF e do CNA. Segundo o executivo, franchising e expansão pedem atenção em relacionamento. É preciso “olho no olho do franqueado, com expectativas muito coesas”, disse, e completou: “Fique mais próximo do candidato desde o início da relação, crie pontes com os franqueados e não paredes”.

Para Márcio Ucha, coordenador de expansão do Grupo Ornatus (Morana, Balonè, Little Tokyo e Love Brands), “o principal de tudo é alinhar todas as expectativas antes do franqueado entrar”. Segundo o executivo, a franqueadora procura se colocar no lugar do candidato a franqueado e entender o momento dele.

A advogada Sandra Brandão, sócia do BOG Advogados, ressaltou a importância de as redes de franquias adotarem as melhores práticas, baseadas em propósito, abundância, empatia e confiança.

“A receita da expansão sustentável inclui a formatação conectada à seleção (propósito), os setores alinhados (abundância), conhecer verdadeiramente o novo franqueado (empatia) e atenção às suas técnicas de vendas (confiança)”, afirmou Sandra. Para a advogada, a franquia é como um tripé composto por formatação, instrumentos jurídicos e relacionamento.

Foto: Keiny Andrade