Comissão de Food Service visita Universidade do Hambúrguer

Comissão de Food Service

A Universidade do Hambúrguer, do McDonald’s, foi o local escolhido para o 1º encontro da Comissão de Food Service da ABF em 2020. Além dos demais membros da comissão, estavam presentes o Vice-Presidente da ABF, Antonio Moreira Leite, o Diretor Regional ABF Nordeste, Leonardo Lamartine, o Presidente do McDonald’s, Paulo Camargo, e o Vice-Presidente de Franquias da rede anfitriã, Dorival de Oliveira.]

O evento reuniu 84 participantes e contou com as apresentações de Simone Galante, CEO da Galunion, consultoria especializada em Food Service, e de Greicy Rodrigues, especialista em educação corporativa do McDonald’s.

Segundo João Baptista, coordenador da Comissão de Food Service da ABF, o evento proporcionou aos associados presentes oportunidades de networking, além de colaborar com a associação em identificar as necessidades do mercado e, dessa forma, ajudar os empresários dentro da sua atividade principal. “Foi muito positivo conhecer por meio da palestra da Simone Galante, que esteve em um congresso em Singapura, com os principais líderes do setor de alimentação mundial, os insights sobre o ‘restaurante do futuro’ e o que pensam os mais importantes CEOs nessa área”, afirma.

Ainda de acordo com Baptista, a visita técnica à Universidade do Hamburguer foi o ponto alto do dia. “As boas práticas no processo de formação dos franqueados e colaboradores é algo realmente incrível. Foi uma experiência fantástica e trouxemos de lá muitas lições de casa”, ressaltou.

O segmento de Alimentação é, individualmente, o mais representativo do franchising brasileiro e vem passando por transformações, tanto pela condição do mercado como pelas mudanças no perfil do consumidor. “A tecnologia faz parte do DNA das redes de alimentação. Pequenas ou grandes, as marcas estão cada vez mais preocupadas em oferecer experiências de consumo diferenciadas aos seus clientes e, essa busca, faz com que o mercado se reinvente, a todo momento”, diz.

Simone ressaltou também que “as redes líderes estão se tornando mais ousadas e esse movimento impulsionará as demais marcas a se posicionarem na luta por relevância. Investimentos em prever o que o consumidor deseja, automação de atividades corriqueiras como pagamento e pedido, renovação da oferta culinária, atendimento rápido e experiência de consumo diferenciada serão itens fundamentais para a conquista do cliente”.