ABF, SEBRAE e Governo do Estado da Bahia firmam parceria para ampliar participação baiana no cenário nacional

Diante do bom momento em que vive o setor de franquias no Brasil, o SEBRAE Bahia, em parceria com a ABF e a Secretaria Estadual de Indústria, Comércio e Mineração, promoveu, no último dia 5 de julho, a realização da primeira edição do Café Franchising, na sede do SEBRAE Bahia, em Salvador. O evento reuniu cerca de 200 empresários e teve como objetivo principal, a disseminação de informações sobre a inserção do estado baiano no setor de franquias.
 
Além da troca de informações sobre as mais de 4 mil empresas baianas franqueadas que atuam no Brasil, o evento contou ainda com uma palestra de Ricardo Camargo, diretor executivo da ABF. Sob o tema “Desempenho do Franchising Brasileiro”, o executivo sinalizou fatores econômicos que favorecem o cenário das franquias, a exemplo do baixo índice de desemprego do País. Segundo ele, o Brasil registrou, em maio de 2013, uma taxa de desemprego de 5,8%, situando-se atrás apenas de China, Japão e Alemanha. “Esse número deve-se, também, à nossa qualificação e, por isso, entidades como o SEBRAE são importantes para nós”, afirmou Ricardo.
 
O palestrante frisou ainda os números acerca do mercado estadual de franquias, que tem um potencial grande de crescimento, cujo faturamento registrou um aumento de 4,2% entre 2011 e 2012, atingindo R$ 344 milhões. A Bahia passou a ser o 6º no ranking nacional em unidades franqueadas, representando 3,9%. Salvador fica na 7ª colocação entre as capitais, com 1,9% do total de unidades de franchising no País.  

 

Este foi o primeiro de uma série de eventos a serem realizados que terão foco na qualificação de empreendedores baianos interessados em adquirir uma franquia. O objetivo é, também, orientar os empresários que tenham interesse em franquear seus negócios. O diretor técnico do SEBRAE Bahia, Lauro Ramos, nesse segundo aspecto, enfatizou, em seu discurso, que a proposta é ampliar a participação das franqueadoras baianas no cenário nacional. “Essa iniciativa visa atender à demanda do desenvolvimento da economia local, já que as franquias aumentam a participação das empresas no mercado, gerando uma maior arrecadação, geração de empregos para Estado e Municípios abrangidos”, afirmou o diretor.

Dados do franchising
 
Segundo a ABF, em 2012, as franquias brasileiras faturaram R$ 103 bilhões, incorporando um aumento de 16,2% em relação a 2011. Os setores de hotelaria e turismo, informática e eletrônicos e limpeza/conservação foram os que mais contribuíram para essa elevação, com incrementos de 97,8%, 44,5% e 32,5%, respectivamente. Ainda no ano de 2012, o setor representou 2,3% do PIB brasileiro.
 
Já os segmentos de negócios, serviços/outros varejos e de alimentação lideraram o ranking de faturamento de 2012, correspondendo, respectivamente, a 24% e 20% do total de negócios franqueados. No Brasil, os empregos diretos gerados por franquias já passam de 940 mil, sendo que cada um deles gera cerca de quatro outros postos de trabalho indiretos.
 
As projeções para esse ano, segundo Ricardo Camargo citou em sua palestra, são de um incremento de 14% no faturamento e de 10% de abertura de unidades novas. “Ainda há um universo a alcançar no que concerne ao processo de internacionalização do franchising brasileiro”, referiu-se à circunstância das franqueadoras nacionais estarem com apenas 112 redes em 53 países. Esse número representa 4,6% do total das marcas nacionais.

 

Por outro lado, registra-se, no Brasil, a presença de 168 redes estrangeiras. O segmento de alimentação aparece, em primeiro lugar no ranking, com 22% do mercado, seguido por esporte, beleza, saúde e lazer, com 18,5%, e negócios, serviços e conveniência, com 10,7%.
 
Empresários destacam oportunidades
 
O empresário Francisco Carvalho, que possui quatro lojas próprias da Açaí Saúde em Salvador, ingressou no universo de franquias há três anos, na Praia do Forte, no Litoral Norte da Bahia, com o apoio de consultores do SEBRAE. Para ele, a participação na palestra “Desempenho do Franchising Brasileiro” teve como foco a busca de atualizações sobre o setor de franchising. “É importante dispormos desse contato com as informações do setor”, enfatizou.
 
A iniciativa de um encontro local para informar e orientar franqueados e franqueadores foi parabenizada também pelo analista do SEBRAE Nacional, João Augusto Pérsico, que ressaltou o momento oportuno por conta do aumento do empreendedorismo no País. “Fico feliz por ver tanta gente aqui, e acredito que o franchising seja um bom caminho de negócios”.