ABF realiza encontro para discutir as tendências da NRF 2011

Foi realizado no dia 01 de fevereiro o Encontro ABF Pós-NRF, na sede da associação. O evento foi um sucesso e contou com duas sessões, com o objetivo de discutir os temas e tendências apresentados durante o maior congresso de varejo mundial, promovido pela National Retail Federation (NRF), que aconteceu de 7 a 15 de janeiro, em Nova Iorque.

O diretor executivo da ABF, Ricardo Camargo, abriu o encontro falando sobre o papel de destaque do Brasil durante o evento. Segundo ele, a delegação brasileira, que contou com cerca de 1.300 pessoas, era a maior da NRF. Ele afirmou que o objetivo do grupo formado pela ABF em conjunto com a GSMD e Grupo Bittencourt foi obter uma visão diferenciada do evento, com um olhar mais voltado para o franchising, por meio de encontros com executivo do setor e visitas técnicas a redes franqueadoras.

Ele também destacou a recuperação do mercado norte-americano, o que considerou muito positivo para os empresários que desejam expandir para a região. `O varejo está bastante entusiasmado para os próximos anos`, avaliou o executivo.

Em seguida o diretor de cursos e eventos da ABF, Juarez Leão apresentou a programação do encontro e fez um panorama do que foi a NRF. Para Juarez o diferencial da comitiva organizada pela ABF é o foco em franchising e a troca de experiências entre os franqueadores que participam do evento. `Vale a pena pelas palestras, pelas visitas às empresas franqueadoras e redes de varejo, e principalmente pela troca de informações`, afirmou.

O diretor começou a palestra analisando o cenário do Brasil em relação aos EUA e ressaltou que os americanos estão com uma visão muito otimista em relação ao mercado brasileiro. `O Brasil está numa posição extremamente importante no cenário mundial e possui enormes possibilidades de expansão de negócios`, acredita.

Em sua opinião, as mudanças no mercado interno para exportações, o crescimento da classe média e a pressão pela sustentabilidade e redes sociais foram os principais pilares discutidos no Congresso. `De acordo com os cases apresentados vimos que a sustentabilidade já está sendo incorporada pelas empresas. Em relação às mídias sociais, também se pode dizer que já é uma realidade, por isso os empresários do  franchising não podem ficar alheios a essas questões`, observou.

O palestrante destacou ainda as tendências e novidades observadas durante a feira da NRF, especialmente em relação às novas tecnologias. Ele afirmou que o estande da Intel foi um dos mais interessantes, pois trouxe uma série de recursos interativos para o relacionamento dos consumidores com as marcas e produtos. `O futuro do varejo será cada vez mais interativo e a tecnologia mudou o processo de compra do cliente, por isso é preciso entender o consumidor e saber o que ele precisa`, concluiu.

Em seguida o consultor Adir Ribeiro, da Praxis Education, apresentou a sua visão sobre o conteúdo visto na NRF. `O principal é a inspiração de extrair ideias do que foi discutido no evento`, afirmou. Segundo ele, um dos maiores aprendizados para os empresários foi sobre a relação com o cliente e desenhar os canais de acordo com o desejo do consumidor. Para Adir, alinhar os processos de venda com uma boa experiência de consumo é o grande desafio para os franqueadores e varejistas.

O consultor mostrou aos participantes alguns cases de empresas como Disney Store, Eataly, The Container Store, e outras que valorizam o relacionamento com o cliente para proporcionar uma experiência de consumo satisfatória. Para isso, de acordo com Adir, ter uma equipe engajada pela marca é fundamental, já que para oferecer um serviço é preciso que o funcionário esteja afinado com os valores da empresa. `A equipe precisa ter um alto nível de interação com o cliente`, apontou.

Ele ressaltou ainda a importância da tecnologia, da capacitação e da comunicação para o sucesso da rede. `É um desafio constante, deixar a loja atraente, interagir com os clientes e fornecedores, servir os clientes o que eles precisam e acima de tudo encantá-los, ou seja, oferecer algo além das suas expectativas` finalizou.

Os palestrantes fecharam a apresentação com uma visão geral do que eles acreditam que pode ser incorporado pelo franchising brasileiro. Ambos acreditam num processo de desconstrução do modelo atual, no sentido de que para não ficar obsoleto o sistema precisa necessariamente acompanhar as tendências. Entre os principais deveres de casa para os franqueadores considerados pela dupla estão: a seleção de pessoas que se identifiquem com o negócio, capacitação constante, introdução de processos e padrões, investimento em tecnologia, customização da oferta, além de aproximar-se do consumidor, monitorar as redes sociais, proporcionar experiências de consumo, valorizar bons atendimentos e alinhar a missão da empresa com os franqueados para que eles possam difundi-la da maneira correta.

O encontro Pós-NRF inaugurou a agenda de eventos da ABF com êxito e foi muito bem avaliado pelos participantes, que elogiaram o conteúdo e objetividade das palestras e tiveram a oportunidade de conferir pela ótica de especialistas da área as novidades e tendências internacionais para o setor.

Confira a cobertura da NRF 2011 no programa Entrevista Cia, apresentado por Rodrigo Barros, convidado especial da ABF para o evento.


Redação DFREIRE

 

http://www.youtube.com/embed/gzqvc5cczty