06/11 Mesas redondas movimentam Convenção

Durante a Convenção da ABF os congressistas tiveram acesso a diversas mesas redondas que contribuiriam para promover a integração e troca de experiências entre os participantes.

A mesa redonda: Gestão de capital humano foi mediada pela consultora Ana Vecchi e contou o case da Bit Company, por Maria Cristina Franco. A abordagem foi uma análise do perfil comercial do empreendedor e como criar ferramentas adequadas para o processo de expansão, além de uma análise criteriosa do investimento no capital humano, valorização e treinamento de uma equipe.

 

A mesa com o tema Cliente Oculto apresentada por Fernando Perri Leite, da Vivenda do Camarão abordou a importância da avaliação do franqueado, feita pelo franqueador, por meio de visitas constantes de clientes ocultos para que a rede mantenha sua padronização. Perri contou que nutricionistas e engenheiros de alimento especializados visitam periodicamente suas lojas para apresentar relatórios de boa conduta, limpeza entre outros. Quando o relatório indica algo diferente do comum, é enviado um cliente oculto para verificação, e este, por sua vez, analisa diversos aspectos como o tempo de atendimento, o sorriso dos funcionários, a apresentação do prato, a temperatura da comida, se está saboroso, o pós venda e o ticket. Para Perri, a utilização do cliente oculto é um incentivo em sua rede, pois os franqueados e funcionários que apresentarem maior pontuação em seus relatórios recebem bonificações, criando assim padronização na rede e incentivo.

Locação comercial em shopping Center e lojas de rua, ministrada pelo Dr. Mário Cerveira, do escritório Cerveira e Dornelas Advogados abordou os cuidados na parte jurídica com os Shopping Centers para que exista uma relação de bem estar entre o franqueado e franqueador. Cerveira atentou à importância na renovação do contrato com o estabelecimento de seis meses a um ano antes do seu encerramento, pois o vencimento do mesmo pode acarretar em aumento do aluguel, perda do ponto, entre outros custos para manter a ocupação. Durante a mesa também foi abordada a questão do contrato de pessoa física para pessoa física em que muitos franqueados encontram barreiras como taxa por transferência e recisão do contrato ao tentar vender sua loja em um shopping.

O presidente da Afras, Claudio Tieghi, apresentou a Franquia 2.0, que segundo ele, consiste em um novo modelo de franquias, que deverão se estruturar a partir do conceito de sustentabilidade. `Trata-se de um realinhamento da missão da ABF, desenvolvido com base numa gestão socialmente responsável, num novo pensamento, que levara à concepção de novas marcas e produtos concebidos na ótica do desenvolvimento sustentável`, explicou.

 

Todos os anos, a especialista Regiane Romano Relva traz para a Convenção o que há de mais moderno no mundo em termos de tecnologia para o varejo. Esse ano, Regiane deixou claro para os franqueadores que a tecnologia da loja do futuro já está disponível hoje e aqui no Brasil. Ela apresentou o tema: Tecnologia para o Varejo: Aqui e Agora.


`Não dá mais para menosprezar o impacto da tecnologia no aumento da experiência de compra e das vendas assim como não dá para deixar de lado o poder das redes sociais e a influência do mundo digital no comportamento dos novos consumidores`, explicou a especialista. Com muitos exemplos práticos, Regiane mostrou todas as tecnologias que auxiliam o varejista a criar experiências de compras diferenciadas e capazes de diferenciar marcas e produtos. São inúmeras as possibilidades de etiquetas digitais, telas touch screen, QRCode, biometria e realidade aumentada. Todas com o mesmo objetivo oferecer cada vez mais informação aos consumidores.
 
Porém, entre todas as tecnologias aplicadas ao varejo Regiane destacou a mobilidade e o poder do celular não só para o pagamento das compras mas para a interação com o consumidor e com as redes sociais. Outra tecnologia irreversível será a etiqueta inteligente ou o RFID (identificação via rádio freqüência). Regiane encerrou sua Mesa Redonda dizendo que tecnologia existe e está disponível o que realmente diferenciará uma marca da outra é a criatividade para interagir de forma divertida com os consumidores.
 

Redação DFREIRE