05/11 Publicitário debate sobre o Marketing em tempos de crise

A primeira palestra da 9ª Convenção ABF do Franchising foi proferida pelo publicitário Roberto Dualibi, sócio da DPZ, uma das principais agências de propaganda do País e também um dos melhores redatores da história da propaganda brasileira.

Dualibi encantou os congressistas ao afirmar que é possível aprender e replicar o processo criativo.  Com uma genialidade fora do comum, Dalib listou como organizar o processo de criação de tal forma a garantir a inovação, que segundo ele é vital para empresas de todos os setores e especialmente para as redes de franquia.

Ao defender sua concepção de processo criativo ressaltou que a busca por soluções novas para resolver os problemas é constante no negócio de franquias, pois trata-se de um ambiente no qual nunca  todos os atores – franqueadores, franqueados e clientes – estão 100% satisfeitos ao mesmo tempo e/ou com todos os ingredientes necessários ao negócio. A inovação é resultado dessa incessante busca pelas soluções para os problemas do cotidiano. Para ele, a Criatividade é uma atitude de trabalho.

 `A criação pode demorar meses, anos e até décadas, mas como nas nossas empresas temos cobrança e prazos para encontrar as soluções é preciso a sistematizar essa dinâmica`, comentou Dualibi. Ele  explicou a sequência racional  do processo criativo: 

Processo criativo
Identificação do problema
Preparação
Incubação
Aquecimento
Iluminação
Elaboração
Verificação

Segundo o publicitário esse processo é cíclico e os empreendedores e gestores enfrentam várias dessas etapas ao longo do dia a dia de seus negócios.

Para quem deseja conhecer mais sobre o processo de criatividade no marketing, Dualibi disponibiliza informações no site www.criatividade-marketing.com.br

Antes de encerrar Dualibi enfatizou a simplicidade das boas ideias e fez uma analogia com a bola, que até hoje encanta crianças, jovens, estádios e povos de todo o mundo. `Tão simples e tão genial`.  Para ilustrar convidou o artista circense Zizza que usa a bola para encantar seu público, para encerrar a plenária.

                                                                 Redação: DFreire