VestCasa tem crescimento de 50% em 2012

Rede
chega a 100 lojas com expectativa de  inaugurar mais 60 unidades em 2013

No início do ano, a rede
VestCasa, especializada em produtos de cama, mesa, banho e decoração, tinha uma
meta: encerrar 2012 com 100 unidades franqueadas na região Sudeste . Faltando
pouco menos de um mês para o encerramento do ano, a franqueadora atinge seu
objetivo, o que representa um crescimento de 50%. E o plano de expansão para
2013 e ainda mais arrojado: aumentar em mais 60% o alcance da rede, chegando às
regiões Nordeste e Sul do país.

`Este ano foi muito produtivo,
pois implantamos melhorias em toda área comercial que beneficiaram nossos
franqueados. Outro ponto positivo foi investir em cidades interioranas, um dos
principais motivos de nosso crescimento em 2012`, afirma Ahmad Yassin,
sócio-fundador da VestCasa.

Para atender a demanda das
lojas, a rede desenvolveu campanhas de marketing com produtos exclusivos e
focou no baixo preço dos produtos para a Classe C e D como um fator atrativo.
Além disso, a VestCasa abriu novas lojas em comunidades pacificadas do Rio de
Janeiro, movimento que pretende continuar em 2013 com a inauguração de pelo
menos mais 9 unidades nessas regiões no primeiro semestre. `Vamos focar também
em bairros e pequenas cidades, onde não temos concorrência direta. Além disso,
a rede possui negócios ajustados para pequenos bairros e produtos com pouca
sazonalidade`, conclui Ahmad.

Sobre a VestCasa

A rede de franquias estreou no setor em
meados de 2008, em meio à crise mundial.  A família dos irmãos Yassin com
mais de 50 anos de experiência no mercado, buscaram alternativas para se manter
competitivos e decidiram criar a VestCasa.

 

Com a marca, conseguiram agregar valor aos
produtos produzidos em sua fábrica e em pouco tempo caíram no gosto do
consumidor. Com 10 lojas próprias abertas em apenas um ano, optaram pelo modelo
de franquias para acelerar a expansão da rede.

 

Atualmente, a marca tem 100 lojas espalhadas
por São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Os planos para o futuro são
ousados: 160 unidades até o final de 2013 e 400 até 2015, em todo o Brasil. O
projeto de expansão visa também lojas de bairro e atuação em cidades pequenas.