Home Notícias PRÊMIO ABF DESTAQUE FRANCHISING – CATEGORIA TRABALHO ACADÊMICO – Premiado 2019

PRÊMIO ABF DESTAQUE FRANCHISING – CATEGORIA TRABALHO ACADÊMICO – Premiado 2019

0

Helder de Souza Aguiar, doutor pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP) com a tese “Não Engajamento de Franqueados”, sagrou-se vencedor na Categoria Trabalho Acadêmico do Prêmio ABF Destaque Franchising 2019. Além do troféu, em reconhecimento o pesquisador recebeu um cheque no valor de R$ 4.500,00.

Resumo

“Uma das bases do sistema de franquias é a relação entre franqueado e franqueador. O franqueador, proprietário da marca, é responsável pela formatação do negócio e por formar as bases de uma rede padronizada, um dos pilares desse tipo de sistema. O franqueado desempenha o papel de manter a sua unidade segundo os preceitos e modelos impostos pela franqueadora. A rede pode se prejudicar por decisão de franqueados que não se engajam e apresentam comportamento diferente. A pergunta que orientou o trabalho foi: O que leva os franqueados a não se engajarem na rede de franquia? Para responder a pergunta foi elaborado um modelo de fatores que influenciam no engajamento e que serviram de base para o objetivo da tese – buscar os fatores que influenciam os franqueados a não se engajarem. O estudo apresenta a relação entre os agentes envolvidos, aprofundando os conceitos da Teoria da Agência em franquia, principalmente na escolha de novos parceiros e na manutenção dos atuais. Além disso, verifica-se a importância de fatores comportamentais, tais como pró-atividade e capacidade de adaptação e não apenas dos econômicos, usualmente considerados pelos franqueadores. Para a elaboração da tese foram realizadas 37 entrevistas (3 franqueadores; 8 consultores de campo; 24 franqueados e 2 entrevistas-teste), totalizando mais de 60 horas de entrevistas. Qualitativo e exploratório, o estudo comparou franqueados engajados e não engajados por meio de dados primários, se utilizando das técnicas de análise de conteúdo por meio do software MAXQDA12. O estudo, que partiu de trinta fatores de influência, apresenta um modelo de não engajamento de franqueados de seis fatores, divididos em duas dimensões, Franqueador: Problemas de Comunicação, Falta de Supervisão e Monitoramento e Influência na Rentabilidade; e Franqueado: Pouca Capacidade de Adaptação, Não Conhecimento do Sistema e Baixa Pró-Atividade. Esses fatores dificultam a construção da confiança no franqueador e problemas de agência. Destaca-se que a falta de comunicação com a equipe pode ser um fator desencadeante desse processo, um gatilho desse não engajamento. Na tese também fica claro que o nível de empreendedorismo pretendido pelas franqueadoras para seus franqueados ainda é algo difícil de mensurar e não muito claro.”

Inscreva sua tese! Além de divulgar seu trabalho acadêmico e de receber um prêmio financeiro, você poderá sagrar-se vencedor(a)!

Confira aqui todas as informações, Regulamento e forma de inscrição.