Pós-NRF ABF debate tendências e desafios do varejo com olhar do franchising


Cristina Franco, presidente da ABF: dados oficiais divulgados pela entidade confirmam bom desempenho e resiliência do setor

Eventou reuniu especialistas em franchising e varejo que trouxeram os principais temas, cases e resultados da Convenção Anual da National Retail Federation nos Estados Unidos

Especialistas do franchising apresentaram nesta quinta-feira, 29, o que de mais importante aconteceu na 104ª Convenção Anual da NRF (National Retail Federation) – o maior evento do varejo mundial, realizado neste mês em Nova Iorque. O Pós-NRF ABF reuniu 250 participantes no Espaço APAS, em São Paulo.

Juarez Leão, diretor de Treinamento e Eventos da ABF e diretor-geral da consultoria Leão Business Upgrade, deu boas-vindas a todos e Cristina Franco, presidente da entidade, abriu o evento. A executiva destacou os dados oficiais divulgados esta semana pela ABF, confirmando o bom desempenho do setor em 2014, que registrou R$ 127 bilhões de faturamento, com 7,7% de crescimento.

“A tônica por conta desse momento complexo que vive o Brasil é de um certo pessimismo, mas os resultados que alcançamos confirmam que o franchising é uma indústria resiliente. Temos operações de franquias com mais de sessenta anos, vieram crises, hiperinflação e nós resistimos e seguimos em frente”, afirmou.

Ricardo Camargo: manutenção de postos de trabalho e redução de impostos são temas que preocupam varejistas americanos

Ricardo Camargo, diretor executivo da ABF, falou sobre o panorama do franchising no varejo americano, reanimado após a crise de 2008, e a respeito da participação da entidade na reunião do Firae, fórum internacional do varejo do qual a ABF é membro.

Segundo o executivo, no encontro foram discutidos temas que mobilizam os varejistas nos Estados Unidos. “Eles estão preocupados com questões como a manutenção dos postos de trabalho, a redução de impostos em 35% e a conclusão das reformas no sistema de imigração”, afirmou.

“Loja física está mais do que nunca viva”, afirma Juarez Leão

Juarez Leão abordou as tendências observadas na convenção da NRF que, destacou ele, foi uma experiência enriquecedora para o Grupo ABF pela dimensão e importância do evento. Além das dezenas de painéis, a delegação aproveitou ao máximo a Feira de Tecnologia, as reuniões após o dia de atividades, a imersão em Harvard e as visitas técnicas. “É um evento em que observamos a força do varejo americano, que a cada quatro empregos, um está no varejo”, disse.

Visita técnica
A visita técnica do Grupo ABF à Normal, fabricante de fones de ouvido customizados anatomicamente e ao gosto do cliente, utilizando uma impressora 3D, foi também detalhada pelo palestrante. “A loja física está mais do que nunca viva, vem com força total, é onde se pode oferecer uma experiência única para o cliente. Deve ser viva, inteligente e divertida”, concluiu.

Juarez pontuou ainda os principais dados da pesquisa apresentada pela Deloitte durante a NRF. O Walmart continua liderando o ranking de varejistas globais, mas o destaque brasileiro coube ao Magazine Luiza, primeira brasileira a figurar na lista dos maiores do varejo mundial.

Hugo Cordeiro: Apps são ferramentas de venda e a IoT (Internet das Coisas) revolucionará o varejo

Hugo Fabiano Cordeiro, CEO da HFPX, apresentou as inovações tecnológicas vistas na NRF 2015, capitaneadas pelo mobile, e as estratégias dos varejistas nos EUA: “Os apps são ferramentas de venda”, disse.

Temas familiares a varejistas de todo o mundo como e-commerce e omnichannel foram recorrentes na NRF e a estes se somou um novo termo: o “fisital”, junção dos ambientes físico e digital.

Para Hugo, a chamada “Internet das Coisas” (IoT na sigla em inglês) representa a próxima revolução tecnológica e “vai revolucionar o varejo”, afirmou. Ainda segundo o especialista, a loja física renasceu, se tornou inteligente. O cliente é único e a interação com ele torna a experiência de compra singular.

Adir Ribeiro: “É preciso enxergar o franchising em suas cinco esferas”
 

Experiência de marca
Adir Ribeiro, presidente da Praxis Business, falou a respeito da experiência de marca de grandes varejistas internacionais apresentados na NRF. O especialista detalhou os cases de sucesso da Netshoes, CA – destaques no painel brasileiro conduzido pelo consultor também brasileiro Alberto Serrentino – Ikea e GameStop, cujo programa de fidelidade conta com 40 milhões de pessoas.

De acordo com Adir, as redes americanas, assim como as franqueadoras brasileiras, têm pesquisado o jovem com o objetivo de identificar e entender o perfil desse consumidor.

Ao analisar o varejo americano sob a ótica do franchising, o especialista defende que o setor deva ser enxergado em cinco esferas: presidente ou fundador da rede, equipe da franqueadora,  franquia, equipe do franqueado e cliente “É necessário engajar as pessoas”, sintetizou.

Público durante o evento: acesso ao conteúdo qualificado trazido da NRF

Propósito, posicionamento, relacionamento com cliente, engajamento e ponto de venda são estratégias apontadas pelo especialista como alguns insights extraídos da NRF para o franchising.

Agora, a ABF já está a postos para organizar a 5ª delegação brasileira que irá à NRF 2016. O objetivo da entidade é proporcionar ao grupo de empresários e executivos participantes uma imersão no varejo americano com foco no franchising.

FOTOS: KEINY ANDRADE