Império feito de pinças

Extra – RJ – Andréa Machado – 14/12

O que começou com uma paquera em Madureira, na Zona Norte do Rio, é, hoje, uma rede próspera de franquias de embelezamento do olhar. Há sete anos, Marko Porto e Jane Muniz fundaram a primeira unidade do Spa das Sobrancelhas que, atualmente, tem mais de 300 lojas espalhadas por todo o país e, no ano que vem, chegará aos Estados Unidos. Na última quinta-feira, a rede inaugurou seu primeiro quiosque, no shopping Nova América, em Del Castilho, onde venderá produtos de marca própria. A expectativa é fechar o ano de 2014 faturando R$ 60 milhões, bem mais do que os R$ 25 milhões abocanhados em 2013…

Como vocês começaram? Jane: Eu trabalhava numa loja que vendia produtos de beleza, em Madureira (onde os dois se conheceram), e fiz cursos para entender como funcionavam esses produtos. Aí, me encantei pelo mercado. Marko: Quando a gente se reencontrou, estava numa época em que alguns negócios que eu tinha tentado não deram certo. Eu vinha de um casamento e precisava pagar as pensões alimentícias. Tinha R$ 15 mil em cheques pré-datados. A Jane falou: “Por que não monta um salão de beleza Faz o curso e depois decide”. Em três meses, eu, que sempre trabalhei com vendas, estava cortando cabelo como ninguém. Troquei os cheques pré-datados e abrimos nosso primeiro salão no Méier. Convenci o dono de uma distribuidora de móveis a aceitar os cheques e montamos o salão.

E o salão deu certo? Marko: As coisas cresceram, mas, em determinado momento, caíram. Eu sabia trabalhar, mas não sabia gerenciar. Surgiu uma oportunidade de uma pessoa que queria passar um outro salão. Eu peguei, aí deu tudo errado. Chegamos a fechar a porta, durante alguns meses. Mas a Jane reabriu e recomeçou aos poucos. Jane: Ele foi voltando aos poucos. Quando ia me buscar, eu estava sempre cheia de clientes para atender. Então, falava: “Por que você não lava aquele cabelo para mim Termina aquele ali, por favor ” Foi devagar, porque ele estava desmotivado.

Por que sobrancelhas?

Marko: Comecei a aprender com a Jane a fazer design de sobrancelhas. Ela desenhava e eu limpava. E, quando faço alguma coisa, sempre penso: “O que posso fazer para melhorar ” Comecei a ter uma clientela de sobrancelhas muito grande. Fui, então, fazer o primeiro curso de dermopigmentação e comecei a ver que a gente cobrava 50 pratas por um design de sobrancelha e gastava 15, 20 minutos, usando só pinça e conhecimento. E fazer um cabelo de R$ 300, de R$ 400, nossa! É um saco, né?

Foi nessa época que surgiu o Spa? Era que ano? Jane: Era 2006, estava grávida do nosso primeiro filho. Tomamos coragem e vendemos o salão. Muita gente falou que íamos morrer de fome, que éramos malucos. Por que, com dois filhos do primeiro casamento, mulher grávida, vender tudo e começar de novo. E um negócio novo, ainda chamado de Spa das Sobrancelhas. Marko: Então, em maio de 2007, inauguramos nossa primeira loja numa sala no Méier. Foi quando criamos o conceito de embelezamento do olhar. Não temos depiladores. Todos os nossos profissionais são treinados dentro do conceito de embelezamento do olhar. Nosso manual técnico tem 400 folhas. Hoje, atendemos mais de 200 mil clientes por mês.