Franquias brasileiras compartilham experiência de atuar na China durante pandemia de COVID-19

Franquias China

Ronaldo Academy e Coife Odonto, que operam na China com suas franquias, discutiram o cenário atual e os desdobramentos da crise causada pela pandemia do novo coronavírus

Antes o epicentro da pandemia do novo coronavírus no mundo, hoje a China se recupera a passos lentos de uma crise ainda sem precedentes. O país foi o primeiro a aplicar o lockdown, com o fechamento do comércios e proibição de aglomerações, para tentar desacelerar o ritmo de contágio de uma doença que já havia chegado a diversos outros países. A economia, é claro, sofreu esse impacto e agora as empresas lutam para se reerguer em um novo cenário — incluindo companhias brasileiras.

A Coife Odonto,  rede de franquias de clínicas odontológicas com 28 anos de experiência, é uma das marcas nacionais com franquias na China, operando sob o nome VIP Dental Clinics. A empresa conta com o apoio do Franchising Brasil —  programa de internacionalização realizado por meio de uma parceria da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) com a Associação Brasileira de Franchising (ABF)  — para sua internacionalização.

Com foco em pacientes estrangeiros e visando a falta de profissionais da área no país, a operação já começou em meio à crise. Rodolfo Magalhães, CEO global da Coife, conta que os cuidados recomendados pelo governo chinês foram tomados desde o princípio e que, diferente do esperado, não encontrou nenhuma resistência para manter os planos de inauguração da primeira unidade do país.

“O momento foi de extrema tensão”, Rodolfo declara. “Anos de estudo, trabalho e investimento poderiam ter sido jogados fora. Nosso time da China tomou a decisão de ficar e enfrentar a situação, e não tivemos dificuldades para tomar essa decisão — ela foi unânime e a união do time fundamental”, completa. Além das recomendações do governo, Magalhães conta que aprenderam também ao observar outros negócios e pessoas, e como estavam agindo mediante à pandemia.

Agora, Roldolfo afirma que a situação está voltando aos poucos à normalidade, com o movimento crescendo mais a cada dia. Hoje, segundo o monitoramento do Bing, a China tem pouco mais de mil casos ativos, com mais de 70 mil já curados, e tem estudado a flexibilização da quarentena local.

Outra empresa que também iniciou operações no país recentemente é a Ronaldo Academy, escola de futebol focada na formação de jogadores e cidadãos conscientes que é participante do Franchising Brasil. Já são oito unidades na China, todas inauguradas a partir do final de 2019, e a companhia também enfrentou o momento incerto por conta da pandemia, com todas as suas aulas suspensas. Pedro Badur, managing director da marca, cita “receio e incertezas” diante do cenário, mas afirma que a Ronaldo Academy está bem posicionada e com um plano definido para a retomada das atividades.

“A China está em um processo de recuperação e nós estamos trabalhando na recuperação do negócio. O plano é a retomada saudável das operações e a gente conseguir dar o suporte operacional e metodológico necessários às unidades chinesas, além da segurança às famílias que apostam na empresa e matriculam seus filhos para praticarem futebol. Nossa maior meta é manter o vínculo com os alunos e suas famílias quando tudo isso passar, com saúde,” Pedro complementa.

O pós-crise
O Brasil, com um número cada vez maior de casos da COVID-19, também está enfrentando um momento parecido. A Coife Odonto e a Ronaldo Academy reforçam a importância da comunicação com os clientes durante um momento de crise, assim como a união da equipe para pensar em novas estratégias e saídas possíveis para a situação. No caso da escola de futebol, a empresa tem disponibilizado conteúdos online para seus alunos que estão em casa, mantendo assim a prestação de serviços ativa.

“O momento tem sido muito duro com todos, mas isso tudo vai passar”, afirma Pedro. “Se a maioria prezar pela união e responsabilidade pelo coletivo, passaremos por isso tudo com menos sofrimento — e o mundo será um lugar melhor depois da crise.”

Rodolfo, da Coife Odonto, reforça também a importância de estudar cases parecidos de empresas do mesmo segmento, além de montar um comitê de crise para momentos como este. “Temos que focar na solução e não no problema, mantendo a união e entendimento entre diretoria, colaboradores, franqueados”, ele explica. “É importante também ajudar a conscientizar a população incentivando as medidas de segurança e higiene necessárias a serem tomadas, pois mesmo após estabilização da pandemia, será necessário continuar com essas medidas para garantir a segurança de todos.”

Sobre o Franchising Brasil
O Franchising Brasil é um projeto conjunto da Associação Brasileira de Franchising (ABF) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), que visa apoiar a estratégia de internacionalização das redes brasileiras de franquias e sua promoção comercial internacional. A iniciativa foi concebida para promover este reconhecido modelo de negócios nos principais mercados internacionais.