ABF reúne associados em Assembleia Geral Ordinária

ABF reúne associados em Assembleia Geral Ordinária
Sede da entidade em São Paulo

A ABF realizou na sexta-feira, 29/4, sua Assembleia Geral Ordinária (AGO), em que representantes das redes associadas trataram de diversos assuntos, destacando-se: aprovação das contas do Conselho Diretor e do Conselho de Associados relativas ao ano de 2015; exame das demonstrações financeiras da ABF, relativas ao exercício findo em 31/12/15, auditadas pela empresa de auditoria KPMG; análise do relatório de atividades relativas ao ano de 2016 e aprovação do orçamento proposto para o exercício deste ano.

As demonstrações financeiras da ABF relativas ao ano de 215 foram apresentadas pelo diretor de controladoria da ABF, Roberto Ferreira.

O convênio firmado entre a ABF e o Sebrae Nacional foi outro tema da pauta da Assembleia. Os participantes destacaram os benefícios da ação conjunta de ambas entidades para o franchising brasileiro e que o prazo de execução do convênio continua até fevereiro de 2017.  Dentre os benefícios elencados estão a disseminação do conhecimento e das melhores práticas do sistema de franquias através dos cursos presenciais Entendendo Franchising; o estímulo ao empreendedorismo e à profissionalização dos empreendedores, com candidatos a franqueado mais preparados e conhecedores da lei e das particularidades do franchising. Além disso, o convênio fomenta a interiorização, o surgimento de novas marcas, a abertura de empresas, a geração de empregos e a movimentação da economia nos municípios.

Flavio Gozzoli Gonçalves, sócio da KPMG, detalhou a metodologia da auditoria aplicada nos trabalhos efetuados na ABF. Segundo ele, a Associação tem uma sólida saúde financeira e segue estritamente as regulamentações impostas a entidades do terceiro setor.

O auditor reforçou, ainda, que os controles internos da ABF são robustos e confiáveis o suficiente para embasar o parecer emitido e ressaltou o avanço da Associação em seu modelo de governança corporativa. “As demonstrações financeiras apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Associação Brasileira de Franchising em 31 de dezembro de 2015, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis para as pequenas e médias empresas”, afirmou.

Os associados trataram, ainda, da agenda de atividades de 2016. Dentre as ações já realizadas, foram lembradas a participação da ABF na recente reunião do World Franchise Council (WFC) em Bolonha, na Itália, e no Fórum de Competitividade no Varejo do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio  (MDIC), em que a entidade tratou de temas como: flexibilização de leis trabalhistas; desburocratização de acesso a créditos no BNDES; projetos de lei de interesse do varejo, meios de pagamento e comercio eletrônico.Foi discutida, ainda, a criação de um grupo de trabalho no âmbito da Diretoria Jurídica para análise do Projeto de Lei 1572/11 que dispõe sobre o Novo Código Comercial.

Por fim, os associados foram convocados para a nova AGO, agendada para o próximo dia 10 de maio, que deverá discutir sobre a legislação estadual (do estado de São Paulo), nº 15854/2015, que dispõe sobre a obrigatoriedade de os fornecedores de serviços prestados de forma contínua estenderem o benefício de novas promoções aos clientes preexistentes.