ABF recebe grupo de MBA Executivo da França

Grupo de franceses do MBA Executivo da Edhec Business School na sede da ABF

Um grupo de executivos franceses, estudantes do curso MBA Executivo da Edhec Business School, foi recebido na sede da ABF nesta quinta-feira, 22, para uma apresentação do panorama do franchising brasileiro.

Executivos ficaram atentos aos dados do franchising brasileiro apresentados por Roberto Ferreira (ABF)

O diretor administrativo-financeiro da entidade, Roberto Ferreira, apresentou dados do mercado de franquias no País e a inserção das marcas nacionais no mundo.  De acordo com dados da ABF, cerca de dez redes francesas estão presentes no Brasil.

Valério Travain, gerente jurídico da ABF, discorreu sobre a legislação do sistema de franquias, regido no Brasil pela Lei 8.955/94, e da documentação exigida na aquisição de uma franquia, como a Circular de Oferta de Franquia (COF).

A oportunidade de conhecer o Brasil e saber mais a respeito do franchising nacional foi considerada importante pelos participantes, que aproveitaram o encontro para esclarecer dúvidas sobre a dinâmica dos negócios de franquias, o sistema tributário e a relação entre as entidades representativas do setor no Brasil e na França.

“Os franceses conhecem muito mal o mercado brasileiro”, afirmou o professor Philippe Foulquier, diretor do MBA Executivo. Para ele, o protecionismo, a burocracia e a carga tributária são aspectos negativos do Brasil, mas passada a barreira burocrática, há um forte interesse dos franceses em empreender negócios no País, considerado acolhedor. “É complexo, mas visto que o Brasil é um gigante existe aqui um grande mercado para fazer negócios”, afirmou.

A viagem ao Brasil é parte da atividade acadêmica dos estudantes, organizada com o apoio da Business France – Agência Francesa de Desenvolvimento Internacional das Empresas, congênere da Apex-Brasil. Segundo Adriana Braga, gerente de negócios internacionais da entidade, o grupo demonstrou bastante interesse na relação bilateral entre os dois países, nos aspectos comerciais e institucionais.

Além da ABF, em uma semana de estudo de caso brasileiro os estudantes visitarão importantes players franceses com filiais no País, como Leroy Merlin, Decatlon, Dafity e Grupo Pão de Açúcar; instituições como a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e terão, ainda, um encontro com representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).