ABF coordena missão comercial ao Japão


A ABF realizou, entre os dias 16 e 20 de setembro, uma missão comercial para a cidade de Tóquio, no Japão. A viagem contou com o apoio do projeto com a Apex-Brasil, Franchising Brasil e da Consultoria SCA, que intermediou as reuniões na cidade. Na comitiva da ABF estavam: Ricardo Camargo, diretor executivo da ABF, Fernando Tardioli, diretor institucional ABF, Vanessa Fiabane, coordenadora internacional da entidade e José Schwartz, diretor da ABF-RJ.


O primeiro compromisso do grupo foi com a JETRO (Japan External Trade Organization), que atua como órgão de incentivo à exportação e atração de investimentos para o Japão. Nessa reunião foram discutidas as esferas de atuação da ABF e como a entidade e a Jetro podem trabalhar juntas para aumentar a presença e participação de marcas brasileiras no mercado japonês e vice-versa.


Já no dia 18, a delegação se reuniu no escritório da Associação Japonesa de Franquias (JFA), e contou com a presença de seu presidente, Yoshimasa Yamamoto e de seu CEO, Hiroyuki Ito. Durante a reunião foram passados vários dados sobre o mercado de franchising japonês, entre eles que o pais conta com 1286 marcas e cerca de 245 mil unidades. A JFA possui 268 associados que representam 60% do faturamento total do sistema no país e 40% do total de unidades. Isso se deve a grande presença de marcas de lojas de conveniência, que no Japão são ranqueadas como primeiras em faturamento e número de unidades. Em seguida, o grupo partiu para as visitas técnicas às lojas de conveniência. As três principais marcas deste segmento no país são: 7-Eleven, Family-Mart e Lawson. 


Na parte da tarde, aconteceu uma coletiva de imprensa nos escritórios da JFA, que teve a participação da mídia local, divulgando a missão brasileira e o estreitamento das relações entre os dois países.


Em seguida, deu-se inicio ao Seminário BRASIL-JAPÃO, promovido e organizado pela JFA e embaixada brasileira. Ricardo Camargo falou sobre o mercado brasileiro de franquias e das marcas que já operam no País e como podemos fazer para melhorar a representatividade de marcas brasileiras por lá. Já José Schwartz falou sobre as oportunidades para os empresários japoneses no Brasil, sobre cultura, eventos importantes e fatos econômicos do país e, para encerrar, Fernando Tardioli discursou sobre os aspectos jurídicos do franchising no Brasil. O seminário contou com a presença de mais de 40 pessoas.


À noite, a JFA ofereceu um jantar para o grupo brasileiro, que contou com a presença do ministro das relações exteriores do Japão, onde Ricardo teve a oportunidade de falar sobre as dificuldades enfrentadas pelos brasileiros ao viajarem ao país e como essa situação pode ser solucionada, através da criação de voos diretos entre os dois países e na isenção de vistos para brasileiros. No dia 19, a comitiva visitou as instalações da Embaixada Brasileira em Tóquio e se reuniu com o Embaixador André Correa do Lago, onde foi possível conhecer o trabalho que vem sendo feito para aproximar e fomentar negócios entre os dois países.

Com essa missão, foi possível entender melhor sobre a cultura e economia japonesa e perceber que o País que está se recuperando muito bem da recente crise, onde o consumo aumenta todos os dias, assim como as oportunidades para novos conceitos. Por isso, em 2015 a ABF realizará uma segunda missão ao Japão, com o objetivo de trazer marcas brasileiras para se reunir com potenciais investidores e participar de um feira no setor de tecnologia e inovação, pontos fortes da nação oriental.