Início Notícias ABF em Ação SEF e case do Franqueador do Ano abrem Seminário de Microfranquias

SEF e case do Franqueador do Ano abrem Seminário de Microfranquias

SEF e case do Franqueador do Ano abrem Seminário de Microfranquias
Bruno Arena, Karla Vieira e Sylvia Barros falam da importância do SEF durante o Seminário de Microfranquias

Presidente da Comissão de Ética ressalta que chancela é concedida pelos franqueados, não pela ABF, que apenas promove e organiza o SEF, e fundador da Maria Brasileira fala da marca, primeira entre as microfranquias a ganhar o Prêmio ABF de Franqueador do Ano.

Adriana Auriemo (Nutty Bavarian), vice-presidente da ABF, abriu o Seminário de Microfranquias nesta terça-feira (25/6) – mais um dos nove eventos de conteúdo da ABF Franchising Week 2024 – exaltando a representatividade do modelo de negócio que se consolidou no mercado e conquistou o Prêmio ABF Destaque de Franqueador do Ano em 2024 com a rede Maria Brasileira. “Afinal, se o franchising é a porta de entrada para o empreendedorismo, as microfranquias são muitas vezes a primeira porta”, disse. O evento foi conduzido por Humberto Madeira (Prudential), coordenador da Comissão de Microfranquias.

Bruno Arena (Casa do Construtor), diretor de Relacionamento, Microfranquias e Novos Formatos, apresentou o painel sobre o Selo de Excelência em Franchising (SEF), que contou com a participação de Sylvia Barros (The Kids Club), presidente da Comissão de Ética da entidade, e de Karla Vieira, gerente de Inteligência de Mercado.

Em média, 68% das marcas que concorrem ao Selo são chanceladas. “O Selo de Excelência não é concedido pela ABF. Ele é promovido, organizado pela ABF. Ele é concedido pelos franqueados”, ressaltou Sylvia, enfatizando também que a Pesquisa é feita de forma independente pela Nielsen. Ainda segundo a executiva, o Selo é um instrumento de gestão valiosíssimo, uma forma de o franqueador conversar com seu franqueado de maneira muito acertiva.

“O grande processo é se pôr no lugar de ouvinte”, disse Arena. Para ele, “o bom franchising é aquele que estabelece uma relação entre as partes de uma maneira muito correta e transparente”.

Destacando a pesquisa sobre o Perfil do Franqueado realizada pela ABF, Karla afirmou que “ter o Selo é fator decisivo para a escolha de uma franquia para a maioria dos respondentes”.

O SEF tem, ainda, um papel fundamental na integridade do setor de franquias. “Todas as marcas chanceladas ajudam a construir um franchising íntegro e ético”, concluiu Arena.

Microfranquias
Felipe Buranello, fundador e CEO da Maria Brasileira, rede vencedora do Prêmio ABF Destaque de Franqueador do Ano, fala do case da marca

Maria Brasileira
A Maria Brasileira foi a primeira microfranquia a ganhar o Prêmio ABF Destaque Franchising de Franqueador do Ano. O case da marca foi apresentado pelo fundador e CEO Felipe Buranello, membro da Comissão de Microfranquias.

Atualmente, a rede do segmento de Limpeza e Conservação tem aproximadamente 500 unidades, 11 anos de mercado, atingindo 1 milhão de atendimentos em 2023.

O troféu de Franqueador do Ano foi entregue à marca na cerimônia realizada em 3 de maio, em São Paulo, mas a conquista veio muito antes. De acordo com Buranello, o Prêmio da ABF foi conquistado ao longo dos onze anos da Maria Brasileira, a cada treinamento, a cada suporte oferecido ao franqueado. “O franqueado satisfeito é um prêmio inigualável que você pode ganhar na sua marca”, completou.

Segundo o executivo, a Maria brasileira investe muito em tecnologia justamente para o franqueado cuidar do cliente, do negócio, do sucesso da sua operação.

Atento à performance econômica – um dos pilares da Pesquisa do SEF –  nos itens Resultado financeiro, Retorno do investimento e Satisfação com a forma que a franqueadora busca soluções, a rede alcançou o índice de 92,9% de franqueados satisfeitos.

O suporte também é vital para Buranello. Lives mensais, encontros regionais, contato diário com os franqueados, numa busca de engajamento constante com ele fazem parte do cotidiano da rede. “A todo momento dar suporte”, ressaltou.

Buranello contou que faz vídeos diários para os franqueados, valorizando o relacionamento com seus parceiros de negócios. Numa espécie de definição de um ciclo virtuoso do que é o setor de franquias, o CEO da Maria Brasileira afirmou: “Franchising é relacionamento, franchising é pessoa e pessoa é relacionamento”.

Fotos: Marcel Uyeta