Café da Manhã Jurídico ABF debate o uso das mídias sociais no franchising

Mídias
Flavia Amaral: "Antes de criar um perfil em redes sociais, reflita sobre qual é o seu objetivo”

Indispensáveis para qualquer empresa no século 21, as mídias sociais foram tema do Café da Manhã Jurídico da ABF deste mês. Realizado nesta quinta-feira (24), o evento foi conduzido pela advogada Flavia Amaral. Ao tratar da “Utilização das mídias sociais no franchising”, a especialista buscou compartilhar as boas práticas no setor. Flávia enfocou as mídias mais utilizadas na web atualmente: as abertas, que envolvem o Facebook, Instagram e Twitter, e as fechadas: Whatsapp, Messenger, Telegram e Viber.

“Antes de criar um perfil em redes sociais, reflita sobre qual é o seu objetivo”, disse Flávia. Sob o enfoque jurídico, a especialista ressaltou que é preciso refletir sobre qual a relevância da exposição da marca nesses canais, se ela deseja fidelizar os clientes, estabelecer parcerias com influenciadores e/ou fortalecê-la. “Mesmo que você não esteja de fato presente nas mídias sociais, não significa que você não esteja. De alguma forma, pela interação de outras pessoas, sua marca estará lá”, alertou.

Para gerenciar com eficiência seus perfis e adotar ações rápidas se necessário, a especialista ressalta que é preciso que as marcas monitorem cuidadosamente o que está acontecendo nas suas mídias sociais. Segundo Flávia, há muitas violações de marcas, que provocam sérios danos à imagem e à reputação das empresas envolvidas.

Citando alguns exemplos, a advogada alertou que é preciso que as empresas definam objetivos, pensem e ajam estrategicamente, inclusive do ponto de vista jurídico. “A análise e a estratégia não é só jurídica. Temos que estar sempre atuando, principalmente em casos de crise, com uma equipe multidisciplinar: um advogado, uma pessoa da área de relações públicas, mais uma pessoa de marketing, por exemplo, para pensarmos colegiadamente”, ponderou.

Soluções conciliadoras e estratégicas

A busca de soluções conciliadoras deve ser considerada em situações em que há problemas no uso das mídias sociais envolvendo a marca. Para Flávia, “é preciso se analisar, caso a caso, se faz sentido tomar uma medida mais enérgica, do ponto de vista jurídico, ou se existe alguma alternativa de se buscar uma solução amigável e que possa ser mais estratégica para a marca”.

De acordo com a advogada, os desafios para as empresas franqueadoras no uso desses canais de comunicação envolvem os seguintes aspectos: clientes interagindo diretamente, usuários postando outros conteúdos sem necessariamente haver um controle por parte da marca e funcionários compartilhando outras páginas sem as precauções devidas. Flávia recomenda a elaboração de um manual, regulando como utilizar as mídias sociais e detalhando os cuidados necessários.

A especialista orienta, ainda, que a marca aja e adote alguns cuidados essenciais: dê respostas rápidas às reclamações, tenha atuação consistente no off-line e no on-line, evite ofensas, bate-bocas, exposições de terceiros, tenha cuidado com o que for compartilhar e saiba que o uso associado à marca – em geral – é considerado uso comercial.

Ainda de acordo com a palestrante, as empresas devem lembrar-se de que tudo aquilo que você posta hoje ficará disponível para sempre. “Pense em como o que você está postando hoje vai ser visto em três meses, um ano, cinco anos e se isso pode te causar uma dor de cabeça amanhã”, disse Flávia, que defende que é preciso “postar olhando para frente, para o futuro”. E lembre-se também: “As leis do mundo físico valem integralmente para o mundo digital”.

Os participantes tiraram dúvidas e debateram ativamente o assunto, demonstrando a relevância do tema do encontro para todos.

O próximo encontro da área será no Simpósio Jurídico e de Gestão Empresarial, como parte da ABF Franchising Week 2018. O evento será realizado dia 29 de junho, das 9h às 18h, no Expo Center Norte. Inscreva-se!

Fotos: ABF/Divulgação