Franchising Week 2017 abre com 11º Seminário de Food Service e Pós-NRA

Pesquisa inédita do segmento é divulgada. De acordo com o estudo da ABF, Alimentação cresceu 5,5% em receita no ano passado e o ticket médio 7,9%. Uso de aplicativos pelas redes também é tendência crescente.

Food Service
Público durante o 11º Seminário Setorial de Food Service: largada da ABF Franchsing Week

A ABF Franchising Week 2017 foi aberta na manhã desta segunda-feira, 19, em São Paulo com o 11º Seminário Setorial de Food Service e Pós-NRA ABF. No evento que reuniu mais de 200 pessoas, entre líderes e profissionais do setor e do segmento, foi divulgada a tradicional e inédita Pesquisa de Food Service.

Food Service
Altino Cristofoletti Junior: a importância do evento para o setor e o segmento Alimentação

Na abertura, o presidente da entidade, Altino Cristofoletti Junior, destacou a relevância da Franchising Week (que envolve oito eventos e vai até o próximo dia 24/6 no Expo Center Norte) para o setor e do próprio seminário para o segmento Alimentação, um dos mais consolidados do franchising brasileiro.

“Ética, Inovação e Eficiência – Atitudes que fazem a diferença” é o tema que norteia a Franchising Week 2017 e todos os eventos da entidade em 2017, quando a ABF celebra 30 anos de história.

O panorama econômico brasileiro foi apresentado por Fabiana D’Atri, do Bradesco. Na avaliação da economista, o pior da economia ficou para trás e ela volta a crescer este ano. O cenário, no entanto, é de cautela diante das incertezas políticas e de questões estruturais e de ajustes da economia brasileira. Para Fabiana, “a confiança do consumidor está melhorando, mas a situação corrente não é das melhores e há um longo caminho a ser percorrido pela frente”.

Fabiana D’Atri: economia deve melhorar, mas cautela permanece.
Fabiana D’Atri: economia deve melhorar, mas cautela permanece.

Feita por amostragem, a Pesquisa Setorial de Food Service – Insights, Desafios e Oportunidades revelou que o segmento teve uma receita 5,5% maior entre 2015 e 2016 e o ticket médio aumentou 7,9% no período. “Observamos que estrategicamente os franqueadores investiram na melhoria da gestão do ponto de venda, buscando maior eficiência; na redução de custos, aumentando assim a rentabilidade das unidades, além de atentarem às questões tributárias, em que as unidades franqueadas, diferentemente das próprias, são enquadradas no regime do Supersimples, na grande maioria”, afirma João Baptista Junior, coordenador do Comitê de Food Service da ABF.

João Baptista Jr
João Baptista Jr

Uma análise do estudo, as tendências e oportunidades no segmento foram debatidos num painel moderado por Simone Galante, diretora da Galunion Consultoria, com participação de Ricardo Bomeny, CEO da BFFC, Antonio Leite, presidente do Grupo Trigo, Alessandro Pereira, diretor da Mania de Churrasco, e Enzo Donna, diretor da ECD Food Service, responsável pela pesquisa. Segundo ele, o franchising reage mais rápido que outros setores da economia. “O sistema é consistente, tem capacidade para se blindar e resistir a tudo aquilo que está acontecendo no País”, assegurou Donna.

(A partir da esq.): Simone Galante, Antonio Leite, Ricardo Bomeny, Alessandro Pereira e Enzo Donna.
: (A partir da esq.): Simone Galante, Antonio Leite, Ricardo Bomeny, Alessandro Pereira e Enzo Donna.

Tendências

No segundo painel da manhã, “Relevância e boas práticas do delivery – Marketplace é um caminho sem volta?”, o coordenador do comitê da ABF moderou o debate com participação de Alexandre Guerra, vice-presidente da entidade e presidente executivo do Giraffas; Ricardo Alves, diretor regional interior de São Paulo da ABF e presidente da Halipar Holding; Robinson Shiba, CEO do Grupo TrendFoods e Guilherme Cervieri, diretor do fundo de investimentos e.Brick Ventures.

Painel com Guilherme Cervieri, João Baptista Jr., Alexandre Guerra, Robinson Shiba e Ricardo Pereira (da esq. p/ dir.)
Painel com Guilherme Cervieri, João Baptista Jr., Alexandre Guerra, Robinson Shiba e Ricardo Pereira (da esq. p/ dir.)

O estudo da ABF apontou o crescimento do uso de aplicativos pelas redes de alimentação. De acordo com as marcas pesquisadas, 55,4% delas utilizam a tecnologia. Já entre aquelas que ainda não a utilizam, 75% delas afirmaram que pretendem disponibilizar para seus clientes.

No que diz respeito à saudabilidade, 60,8% das redes pesquisadas incluem em seu cardápio alimentos lights, 52,7% integrais e vegetarianos, e 51,4%, diets.

A ABF homenageou durante o evento Salim Maroun, ex-franqueado do McDonald’s e cofundador da rede Outback no Brasil, falecido no início deste ano e que marcou presença como um dos palestrantes no 10º Seminário de Food Service da ABF . Empreendedor por excelência, o empresário libanês chegou ao Brasil em 1988, fugindo da guerra no Oriente Médio e em busca de um lugar seguro para viver com sua esposa Maguy e os filhos. A família, o ex-sócio Peter Rodenbeck e o vice-presidente do Outback Mauro Guardabassi subiram ao palco para receber a homenagem.

Jean Paul Maroun (com a placa) ao lado da mãe, Maguy, e da irmã, Analu: merecida homenagem.
(A partir da dir.): Altino Cristofoletti Jr., Analu Maroun, Jean Paul Maroun, Maguy Maroun, Peter Rodenbeck, Mauro Guardabassi, João Baptista Jr. e Marcelo Menezes

“Eu agradeço a meu pai por ter escolhido o Brasil para viver”, falou emocionado o filho Jean Paul Maroun. Fé, ética e profundo respeito às pessoas foram valores deixados por Maroun, destacou Rodendeck também emocionado.

Confira a galeria de fotos

Fotos: Keiny Andrade