Franchising brasileiro mira mercado europeu na Expo Paris 2016

Convênio da ABF e Apex-Brasil em prol da expansão do franchising brasileiro, leva à feira parisiense estande da marca Habib’s, que começa a estudar o mercado externo, com foco na Europa.

Franchising brasileiro mira mercado europeu na Expo Paris 2016
Estande do Brasil na Expo Paris 2016

Com mais de 500 milhões de habitantes e uma economia em recuperação, o mercado europeu vem atraindo a atenção e o interesse de redes de franquia brasileiras. Para incentivar este movimento, a ABF e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), estão promovendo, no âmbito do Convênio de Cooperação 2015-2017, uma missão empresarial à Franchise Expo Paris 2016, a maior feira de franquias do mercado europeu e a segunda maior do mundo, realizada de 20 a 23 de março. O evento reúne 450 marcas de 83 países e espera receber cerca de 37 mil empreendedores. O franchising brasileiro será representado pela marca Habib’s – maior rede de fast-food de culinária árabe no mundo – que tem um estande na feira.

Franchising brasileiro mira mercado europeu na Expo Paris 2016
Público em um dos corredores da feira

Fundada em 1988, a marca iniciou sua expansão pelo sistema de franchising em 1992. Desde então, a rede já recebeu, por 15 vezes consecutivas, o Selo de Excelência em Franchising da ABF. Participante cativo das feiras de franquias da ABF, atualmente o Habib´s possui mais de 430 unidades no País e duas outras marcas, a Ragazzo e o Box 30. Depois de se consolidar no mercado nacional, a Rede começa a estudar as possibilidades do mercado externo, na Expo Paris, tendo o mercado europeu como prioritário.

Franchising brasileiro mira mercado europeu na Expo Paris 2016
Franchising Brasil: rede Habib’s expõe na Paris Expo

“Estamos participando pela primeira vez da Expo Paris, visando ao mercado europeu. Já temos algumas reuniões agendadas com grandes empresas e investidores interessados. Mas o objetivo principal, nesse primeiro momento, é conhecer as oportunidades e sentir o mercado internacional. Entendemos que a rede está pronta em termos de estrutura e com saúde financeira para dar mais esse passo, e que o mercado europeu, por todas as suas características e influências, sinaliza boas possibilidades para a marca”, explica Sergio Iunis, diretor de desenvolvimento e expansão do Grupo Habib’s.

Ainda de acordo com Iunis, “toda a expertise da Apex-Brasil e da ABF com certeza facilitarão o entendimento desse novo mercado para a rede. A ideia é que até o final de 2017 possamos iniciar nossa trajetória internacional, com o mesmo DNA de preço acessível e qualidade de produto”.

Franchising brasileiro mira mercado europeu na Expo Paris 2016
Em alta: tecnologia a serviço do franchising

Atualmente, existem ao menos 134 redes de franquias brasileiras com operação internacional. Destas, 31 atuam na Europa e 5 na França. De acordo com o diretor internacional da ABF, André Friedheim, “a participação na Expo Paris faz parte do calendário de promoção internacional do Convênio ABF-Apex-Brasil, e reforça o compromisso da ABF no apoio aos seus associados no que diz respeito à exportação, uma pauta extremamente relevante para as empresas brasileiras, especialmente no contexto atual de retração econômica. Produtos e serviços do Brasil são desejados e valorizados em diversos países, e temos certeza de que as franqueadoras brasileiras estão cada vez mais voltadas ao mercado internacional”. Até hoje, este convênio já levou mais de 100 empresas a mais de 50 países, em feiras e eventos.

Franchising brasileiro mira mercado europeu na Expo Paris 2016
ABF e Apex buscam ampliar internacionalização das marcas brasileiras

Além de um estande na Franchise  Expo Paris, a missão empresarial ABF-Apex-Brasil inclui uma série de reuniões com potenciais franqueados, parceiros locais e entidades comerciais do setor de diferentes partes do mundo.  “Temos dois objetivos principais: buscar parceiros locais (seja um potencial franqueado, sócio ou representante) e conhecer as práticas do franchising no mercado europeu. De forma geral, o processo de internacionalização não é uma simples transposição, mas demanda algumas adaptações, tanto na gestão do negócio como nos produtos e serviços. Nesse sentido, participar da missão agiliza e facilita este processo, uma vez que permite o contato com o que há de mais atual no mercado de franchising europeu”, explica o diretor internacional da ABF.

 

Fotos: ABF/divulgação