ABF intensifica ações sustentáveis durante a Franchising Week

25ª ABF Franchising Expo coletou 6 toneladas de lixo reciclável. Prêmios de Estande Sustentável e ABF Destaque Franchising 2016 na categoria Sustentabilidade destacam marcas por suas práticas socioambientais

Onze minipalestras realizadas ao longo dos quatro dias da feira movimentaram o Espaço.

A ABF Franchising Expo a cada ano mostra-se mais sustentável. Em sua 25ª edição, a feira, realizada pela Associação Brasileira de Franchising e organizada pela Informa Exhibitions, aliou às ações já tradicionais, como a gestão ambiental, o incremento de iniciativas no Espaço de Negócios e Serviços Sustentáveis, e na premiação que reconhece marcas que se destacaram por suas ações de caráter socioambiental.

De acordo com dados da BR+10 – empresa parceira da ABF, especializada em gestão de resíduos, logística reversa e coleta seletiva – seis toneladas, num total de 6.150 quilos de resíduos recicláveis, foram coletados ao longo dos quatro dias da ABF Expo (realizada de 15 a 18/6, em São Paulo). O trabalho foi feito pela Cooperativa de Coleta Seletiva da Capela do Socorro (Coopercaps), outra entidade parceira. A ação da ABF proporciona aos cooperados, além de trabalho remunerado, a geração de renda proveniente da comercialização dos materiais coletados.

Uma outra importante iniciativa, realizada desde a edição de 2007, é a compensação das emissões de gás carbônico (CO²) ocorridas durante a feira. Com apoio técnico da BR+10, está em curso a elaboração do inventário de gases do efeito estufa, da gestão dos resíduos gerados e a compensação das emissões desses gases, decorrentes da montagem, funcionamento e desmontagem dos estandes das franquias expositoras e da visitação do público à feira, que serão convertidas em créditos de carbono.

Espaço sustentável
Mais amplo, o novo Espaço de Negócios e Serviços Sustentáveis reuniu cinco expositores sociais. Além da BR+10 e da Coopercaps, os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho da Amigos do Bem, organização sem fins lucrativos que auxilia famílias carentes do sertão nordestino desde 1993; da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) com o ESPM Social Business Center, que se propõe ser um espaço de ensino, pesquisa e extensão com o objetivo de modelar e disseminar a cultura do empreendedorismo e criar alternativas para estudantes que desejam empreender, entre outros objetivos do centro de negócios sociais da entidade; e do Greenpeace, organização não governamental de defesa e proteção do meio ambiente com sede em Amsterdã, nos Países Baixos, e com escritórios espalhados em mais de 40 países.

Onze minipalestras realizadas ao longo dos quatro dias da feira movimentaram o Espaço, tratando do tema “Negócios sociais, inclusivos e de impacto”. Compartilharam suas experiências e principais desafios no desenvolvimento de seus projetos os empreendedores sociais Howard Weinstein, da Solar Ear; Marcos Nakagawa e Fernando Assad, do Revivenda; Ricardo Oliani, da Rede Resíduo; Guto Ferreira, do projeto Meia Bandeirada; André Palhano, da Virada Sustentável; Natacha Barros, do Pano Social, e Luciana Pellegrino, da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE).

Além disso, as visitas de dois grupos de estudantes também agitaram o local: a caravana dos alunos de Administração da Faculdade de Ensino Superior do Interior Paulista (FAIP), de Marília, e participantes da ONG “Obra do Berço”, que oferece por meio de trabalho social e socioeducativo, proteção social básica a crianças, adolescentes, jovens, adultos e famílias provenientes de comunidades de alta e altíssima privação social da zona sul de São Paulo. O objetivo é ampliar a visão de empreendedorismo que a instituição já oferece.

Para Claudio Tieghi, diretor de inteligência de mercado e sustentabilidade da ABF, a feira tem sido um catalizador das boas práticas do franchising e um importante instrumento para que toda a indústria do setor continue progredindo no campo da sustentabilidade, estabelecendo também conexões com outras modelagens de negócios que beneficiam diretamente a sociedade por meio de suas atividades. “Estamos avançando no sentido de tornar o franchising um setor de referência na valorização das práticas sustentáveis e comprovamos, por meio de pesquisas da ABF e pelo acompanhamento do mercado, que as empresas franqueadoras estão investindo em sustentabilidade de forma estratégica”, avaliou.

A própria feira é um exemplo nesse sentido, com as diversas ações promovidas pela ABF, que unem o público visitante, as comunidades e as marcas. “Como entidade oficial do franchising brasileiro, a Associação continuará atuante para que a sustentabilidade gere cada vez mais valor para os negócios e para a sociedade”, completou Tieghi.

Prêmio Estande Sustentável e ABF Destaque Franchising
As marcas expositoras Ambev, 5àsec, Outer. Shoes e Mordidela foram as que mais se destacaram por adotarem ações de sustentabilidade durante a 25ª ABF Franchising Expo, sagrando-se vencedoras do 6º Prêmio ABF Estande Sustentável. As redes e as montadoras de seus estandes foram premiadas, respectivamente, nas categorias Mega, Grande, Pequeno e Montagem Básica. As vencedoras adotaram as boas práticas socioambientais em seus espaços, como redução do consumo de água, energia elétrica e do desperdício de alimentos, reciclabilidade do estande e controle da emissão de gases causadores do efeito estufa. Engajar os fornecedores nas ações de sustentabilidade está entre os principais objetivos da premiação.

Novidade lançada pela Associação em 2016, a ABF Franchising Week, que integrou também a feira, foi palco da entrega do Prêmio ABF Destaque Franchising Sustentabilidade. Os cases da Bibi Franchising – “Calçado brasileiro não tóxico”, e Óticas Carol – “Pequenos Olhares”, na categoria Sênior, e do Grupo Astral – “AEDESTRÓI” e CEBRAC – EcoCEBRAC, na categoria Máster, foram os premiados.

A honraria integra o Selo de Excelência em Franchising (SEF) 2016. Nesta edição, concorreram 22 projetos inscritos por 20 redes associadas. A apuração das empresas ganhadoras seguiu o regulamento do SEF, considerando o desempenho da franqueadora nos indicadores: Desempenho Operacional, de Relacionamento, Econômico e Desempenho Global. Essas notas junto à avaliação dos cases é que resultam na premiação Destaque Sustentabilidade. Excepcionalmente neste ano, foram premiados dois projetos de marcas das categorias Sênior e Master. Os cases inscritos na categoria Pleno não atingiram a nota mínima.