2ª etapa do Seminário de Food Service traz inspirações do NRA Show

Painel com João Baptista Junior, André Friedheim e Simone Galante mostrou dados e principais tendências do mercado norte-americano, e desafios para as redes de alimentação no Brasil.

Food
João Baptista Junior: inspirações e tendências do NRA

Os destaques da participação do Grupo ABF no NRA Show 2017, maior evento da indústria de alimentação do mundo, foram detalhados por João Baptista Junior, coordenador do Comitê de Food Service da ABF, André Friedheim, diretor internacional da entidade, e Simone Galante, fundadora e CEO da Galunion Consultoria, na segunda etapa do evento de abertura da ABF Franchising Week 2017.  O evento internacional é realizado anualmente em maio na cidade de Chicago, Estados Unidos.

Poderosa, a indústria de food service projeta movimentar este ano nos EUA US$ 799 bilhões, e emprega 15 milhões de pessoas. De acordo com Baptista, o comportamento do consumidor norte-americano está mudando. “O americano está diminuindo o tamanho das refeições e aumentando a frequência delas durante o dia”, disse.

Food
André Friedheim: “fast casual” e “food halls”, duas grandes tendências nos EUA

Segundo Friedheim, duas grandes tendências do mercado de food service nos Estados Unidos são os restaurantes “fast casual” (sem serviço de mesa, porém com qualidade culinária e ambiente diferenciado) e os “food halls”, que são os novos celeiros para franqueadoras de alimentos nos Estados Unidos. Os locais concentram os novos conceitos de alimentação e de franquias no país.

Na terra do tio Sam já não se fala mais de multifranqueados ou franqueados multimarcas, empreendedores com diversas unidades de mesma marca ou de marcas diferentes, mas sim de megafranqueados, aqueles com faturamento superior a US$ 100 milhões anuais.

Pesquisa divulgada no NRA apontou que entre os dez maiores franqueadores americanos, seis são da área de alimentação. A lista é encabeçada pelo McDonald’s (US$ 82,7 bilhões), seguido pela Seven Eleven e pelo KFC em 3º lugar. Já 76% das redes são franqueadores “puros”, ou seja, só têm lojas franqueadas.

A internacionalização de conceitos permanece forte entre as marcas americanas, de acordo com Friedheim. A rede com mais unidades fora do país é a KFC, com 77% de presença internacional, seguida pela BR, com 67%, e do McDonald’s com 60%.

Friedheim falou também a respeito das visitas técnicas realizadas pela delegação da ABF. O grupo conheceu em detalhes as operações da Potbelly, que começou como uma loja de antiguidades e depois passou a servir sanduíches. Atualmente são mais de 450 lojas operando em 36 estados americanos. A gestão simples e o posicionamento da marca são alguns dos diferenciais da rede. “Ser disruptivo é fazer o básico bem feito”, pregam os gestores da Potbelly.

Na Universidade do Hamburguer do McDonald’s ficaram evidenciados os três alicerces que fundamentam a instituição: qualidade, serviço e higiene. Outro ponto relevante é a tendência da rede à descentralização.

Food
Simone Galante: “Não espere para entrar no delivery”

Inspirações

Simone Galante detalhou as principais mudanças observadas e inspirações extraídas do NRA Show. Segundo a especialista, conceito, gestão estratégica do menu, serviço e delivery to go foram os quatro olhares lançados sobre o evento que possibilitaram ao grupo extrair dois principais insigths do food service americano: os eixos “digital e veracidade”. O primeiro está relacionado a fatores como interatividade, mobilidade e comodidade. O segundo, ligado a engajamento e relacionamento, entre outros elementos. Tudo muito transparente, com uso da tecnologia. “Não espere para entrar no delivery”, é a palavra de ordem, destacou Simone.

No debate de encerramento, moderado por Friedheim, Baptista e Simone analisaram as principais tendências e os desafios para as franquias de alimentação no Brasil. Um deles é a operação logística, considerada um gargalo para o segmento, segundo Batista. Quanto à internacionalização para o mercado norte-americano, ele enfatizou: “O passo tem que ser muito bem planejado”. E Simone completou: “Seja explícito”.

Food
Público durante o evento: conteúdo que gera conhecimento

Na opinião de participantes, o seminário trouxe bastante conhecimento. “A gente gostou muito. Foram muitas novidades importantes que eles [os palestrantes] trouxeram dos eventos que participaram, da própria NRA, que realmente somam muito. Eles deram o ponto de vista dos franqueadores de peso internacionais em relação aos sistemas mais atuais como tecnologia, mundo digital, experiência [do consumidor]. E a Simone Galante deu um panorama geral de todas as tendências que estão em voga nos Estados Unidos”, disse Bernardo Thomaz, diretor das marcas Bella Gula e Balanceado.

As estatísticas, as tendências e a organização de business dos mega e multifranqueados foram os pontos mais relevantes do evento para Renato Claro, proprietário da Kick Off Consultores. “É legal ter a tendência como farol, ver lá na frente e quando você vir o que é tendência lá fora, não repetir aqui o que não deu certo. Outra coisa que me chamou bastante atenção e que no Brasil não se dá muita atenção são os multi e megafranqueados e o refranchising, que são bastante relevantes nos Estados Unidos e estão chegando no Brasil”, afirmou.

Confira a galeria de fotos

Fotos: Keiny Andrade